Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Cannes e o Cinema Africano

POR JEAN-PIERRE GARCIA*
Borom Sarret, Sembène Ousmane, 1963

O filme que consagra o arranque dos cinemas africanos é Borom Sarett, realizado pelo senegalês Sembène Ousmane, em 1963. Muito embora o primeiro filme rodado por um africano no continente negro seja Song of Karthoum (1950), um documentário do sudanês Gadalla Gubara, Sembène Ousmane continua a ser para todos a figura de proa. Indo ao encontro da vida de um carroceiro, exposto aos regulamentos da nova administração, Borom Sarett toma partido do Dakar dos pobres. Esta curta-metragem constitui o despertar das consciências e a tomada simbólica da palavra. Abre a via a várias gerações de cineastas enraizados no respectivo continente.
Gadalla Gubara, 2007 © Nadja KorinthGadalla Gubara, Song of Khartoum, 1950

Os cineastas, despertadores de consciência
A Lição de Cinema de Sembène Ousmane, 2005
A conquista da independência política não fazia sentido para o “pai” dos cinemas africanos a não ser que fosse acompanhado por uma restauração da dignidade, dignidade essa apagada até aí pelo peso da administração e dos seus mecanismos redutores (língua, religião, escola, polícia). O cinema foi, desde logo, a ferramenta a privilegiar na reconquista em curso: as imagens para reconstruir a sua imagem, a imagem de cada um dos povos do continente.Sembène Ousmane relembrava na sua lição de cinema, em Cannes, em 2005“Fui tomado pela necessidade de “descobrir” África. Não apenas o Senegal, mas sim o continente na totalidade, ou quase. (…) Tomei consciência de que tinha de aprender a fazer cinema se quisesse mesmo tocar o meu povo. Um filme talvez visto e compreendido mesmo por quem não é letrado. Um livro não pode tocar todo um povo”! Sembène Ousmane construía as bases estéticas (muito próximas do neo-realismo italiano) do seu cinema e situava-o numa perspectiva panafricana. No início, a equação era simples. A África independente “precisava” de cineastas que despertassem consciências, em oposição a um cinema colonial assente no divertimento e na alienação dos públicos.

Ao longo desta primeira década (1964-1974), destacam-se uns quinze títulos: todos eles dizem respeito quer ao passado colonial e aos movimentos de libertação, quer à aculturação e aos males dos estados independentes (corrupção, burocracia, novos ricos...). O passado colonial é portador de traumas emCabascabo de Oumarou Ganda (1968, Níger), Monagambee de Sarah Maldoror (1968, Angola), Rhodesia Countdown de Michael Raeburn (1969, Rodésia), Emitaï de Sembène Ousmane (1971), Last Grave at Dimbaza de Nana Mahomo (1974, África do Sul). 
Cabascabo, 1968Emitaï, 1971Concerto pour un exil, 1968


Trata-se frequentemente das ligações sufocantes entre as metrópoles europeias e as capitais africanas; assim, Concerto pour un exil À nous deux France de Désiré Écaré (1968 e 1970, Costa do Marfim), Badou Boy de Djibril Diop-Mambéty (1970, Senegal); a perda de identidade através da imigração La Noire de... de Ousmane Sembène (1966); o conflito com as novas autoridades ou a corrupção em Le Mandat (1968), Xala(1974) de Sembène Ousmane... 
La Noire de..., Sembène Ousmane, 1966

Reconstruir a sua própria história, tecer a sua identidade.

É uma África cheia de contrariedades coloniais que entra no mundo do cinema a partir de 1975. Nove filmes são assim retidos em Cannes entre 1975 e 1985. Nove filmes que reflectem as realidades africanas e que se interrogam ao mesmo tempo sobre as raízes culturais de sociedades em mutação. Uma imagem podia servir de denominador comum a obras tão diferentes como Njangaan de Mahama Johnson Traoré (1975, Senegal),La Moisson de 3 000 ans de Hailé Gerima (1976, Etiópia), Ceddo de Sembène Ousmane (1977), Jom de Ababacar Samb (1981, Senegal) e Finyé de Souleymane Cissé (1982, Mali): um movimento perpétuo de ida e vinda entre o presente e o passado. É neste movimento que abarca o colectivo (da cidade ou da aldeia) e onde os indivíduos só existem relativamente ao destino comum que se podem situar os filmes deste período. Filmes que iam à reconquista da história do respectivo país: a história dos homens comuns, como a que é trazida pelas narrações iniciáticas e pelos mitos fundadores.




Jom, Ababacar Samb, 1981
Finyé, Souleymane Cissé, 1982

Sembène Ousmane não cantou os grandes feitos de uma personagem, valorizou o “espírito de resistência” em Emitaï (1971) ouCeddo (1977), assim como Ababacar Samb não vangloriou um homem de honra, mas celebrou sim o Jom, o sentido da honra. Portanto, não há heróis, no sentido ocidental do termo, nos filmes que pretendem testemunhar. Este constante embaraço (para os Ocidentais!) e a dificuldade de se inserirem nos respectivos modelos de produção-distribuição explica a relativa dificuldade na conquista dos públicos na Europa, o que mantinha no grupo de epifenómenos, filmes-chave da história do cinema como Touki Bouki de Djibril Diop Mambéty (1973) ou Finyé (1982).
O cinema africano não tinha ainda saído do seu gueto, ou seja, ainda não tinha obtido ou conquistado um estatuto internacional. Era inteiramente consagrado à apropriação do seu espaço cultural e humano. Os respectivos cineastas tinham definido o seu território. Fazer com que fosse reconhecido a nível nacional e internacional constituía o desafio nos anos oitenta.


Touki Bouki, Djibril Diop Mambéty, 1973



1987: a Luz (Yeelen)
Souleymane CisséIdrissa Ouedraogo

A verdadeira reviravolta para os cinemas africanos situa-se em 1987 com a selecção, por um lado, para a competição oficial, deYeelen (A Luz) do maliano Souleymane Cissé e, por outro, na Semana da Crítica, de Yam Daabo (A Escolha), do burquinenseIdrissa OuedraogoYeelen foi, de facto, o primeiro filme da África negra a participar na competição de Cannes. Yeelen desempenhou plenamente o seu papel. A viagem iniciática, empreendida pela sua personagem principal para atingir a mestria das forças que o rodeavam, seria a de todo o cinema africano no universo dos festivais, nomeadamente em Cannes. As etapas chamam-seTabataba de Raymond Rajaonarivelo (1988, Madagascar) e Yaabade Idrissa Ouedraogo (1988, Burkina Faso), ambos na Quinzena dos Realizadores. Depois disso, Tilaï (1990), do prolífico realizador burquinense, esteve uma vez mais na competição oficial.



Yeelen, Souleymane Cissé, 1987



Tilaï , Idrissa Ouedraogo, 1990


Isto até ao evento de 1991, a que alguns jornalistas, com falta de “destaques” exóticos, chamaram de “a Croisette negra”. De facto, vimos então, pela primeira vez, quatro longas-metragens africanas em Cannes: Ta Dona de Adama Drabo (Mali), Sango Malo de Bassek Ba Kobhio (Camarões) e Laada de Drissa Touré (Burkina Faso) foram apresentadas em Un Certain Regard, enquanto Laafi de Pierre Yaméogo (Burkina Faso) retinha o interesse da Semana da Crítica.
A década anunciava-se prolífica: Hienas de Djibril Diop Mambéty entrava na competição internacional em 1992 com uma brilhante adaptação de A visita da velha senhora de Friedrich Dürrenmatt. Isto enquanto um pequeno país como a Guiné Bissau entrava no Un Certain Regard com Os Olhos Azuis de Yonta de Flora Gomes, ao mesmo tempo que Outubro, de um cineasta mauritano desconhecido, Abderrahmane Sissako.
Hienas, 1992
Os Olhos Azuis de Yonta, 1992Outubro, 1993


Os olhares para os filmes realizados na África subsariana evoluíram. A força dos temas propostos, a relação original com o espaço fílmico, mas também com os universos sonoros e musicais, bem como as ideias de encenação (sofisticadas na sua simplicidade) geradas pelos autores africanos deram as respostas que muitos procuravam. Além das evidências temáticas, o que ontem desorientava, tornou-se hoje sinal de vitalidade e prova de energia criadora constantemente renovada. A ligação à tradição oral é expressa em imagens simbólicas, dramáticas ou engraçadas, subtis como provérbios. Os cinemas africanos tiverem, em 1991, “o seu bonito mês de Maio” como dizia o falecido Jacques Le Glou. Acreditava-se que os cinemas de África iam no bom caminho. Desdenhavam a sua economia frágil, a dependência destes cineastas face a financiamentos vindos dos países do norte. Vendo a produção africana de perto, podemos constatar que a quantidade de filmes realizados todos os anos é variável e cíclica. Tudo depende das políticas de apoio dos organismos ou administrações europeias e do nível do financiamento dos mesmos. Limitando-nos às duas últimas décadas: um pico de produção foi atingido no início e em meados dos anos 80. Resulta de um apoio consequente, regular e muito bem repartido. Depois tudo parece ter bloqueado.





Desde então afirmaram-se autores de pleno direito: Abderrahmane Sissako (La Vie sur terre - 1998,Heremakono - 2002, Bamako - 2006) e Mahamat Saleh Haroun (Abouna - 2002, Daratt - 2006Un homme qui crie - 2011- Chad), Flora Gomes (Po di Sangui 1996, Nha Fala - 2002), Newton Aduaka (Ezra - 2007- Nigéria). Sembène Ousmane terminou brilhantemente a sua carreira com Moolaadé (2004). Estas grandes obras não constituem excepções numa paisagem cinematográfica demasiado empobrecida por falta de compromissos da parte dos financiadores ou dos Estados africanos perante os respectivos cineastas e produtores. Será que a esperança do renascimento virá das novas produções em formato digital? Não parece que seja o caso num futuro próximo, mas África sempre teve uma espantosa capacidade para nos surpreender!




Po di Sangui, Flora Gomes, 1996


Daratt, Mahamat Saleh Haroun, 2006




Bamako, Abderrahmane Sissako, 2006
_______________________________________

(1): Foi Jean Rouch quem “descobriu” Oumarou Ganda em Moi, un Noir (1958) e o incitou (tal como fez com vários cineastas africanos), a fabricar as suas próprias imagens. Longe de “ver os africanos como insectos”, Jean Rouch soube associar os valores do etnólogo às exigências estéticas de um cineasta realizado. Como humanista com respeito pelos outros e por si mesmo.


TRANSFERIR O ARTIGO EM PDF


Artigo original Aqui

* Jean-Pierre Garcia é Chefe de redacção da revista Le Film africain & du Sud.


O Festival de Cannes agradece aos autores pela sua livre contribuição.


Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário

Nuvem

Angola na Imprensa (1772) música (399) jornais (325) Ágora (247) livros (233) F.Pereira (221) Historia de Angola (221) pintura (210) opinião (206) cultura (190) Luanda (116) desporto (114) fotografia (105) Território (74) literatura (73) africa (64) vídeo (64) culinária (60) Angola (55) Saúde (55) arte (55) escritores (55) reconstrução (54) Fauna (52) arquitectura (52) humor (51) personalidades (50) reciclagem (50) partidos políticos (49) turismo (49) Namibe (48) CAN2010 (47) futebol (46) energia (44) Luis Sá Silva (43) publicidade (43) Filatelia (42) Gastronomia Angola (42) Poesia (42) Cinema (41) economia (41) automobilismo (40) fotos (40) LAC (39) gastronomia angolana (37) sociologia (37) musica (36) Luanda Antena Comercial (35) POLITICA (34) valdemaribeiro (34) eleições (33) ensaios (32) Construção (31) visitando blogues (29) 95.5 (28) Elinga Teatro (28) informação (27) Girabola (26) eleições 2012 (26) Podcast (25) dança (25) Lubango (24) automóveis (24) blogs (24) teatro (24) Companhia de Dança Contemporânea de Angola (23) imprensa (23) política (23) basquetebol (22) bonecas (22) futebol angolano (22) rádio (22) CDC (21) cronicas . ensaios (21) sabores (21) Angola em fotos (20) Natal (20) Ondjaki (20) educação (19) notícias (19) eventos (18) frutas (18) Huambo (17) artesanato (17) cronicas (17) Benguela (16) GP3 (16) debate político (16) festas (16) Cozinha Angolana (15) Independência (15) Lobito (15) Parques Naturais (15) Presidente José Eduardo dos Santos (15) Sala de Música (15) curiosidades (15) receitas (15) Agostinho Neto (14) CASA-CE (14) EDUCAÇAO (14) entrevista (14) fotos antigas (14) Bloco Democrático (13) Companhaia de Dança (13) Rui Ramos (13) animais de Angola (13) 4 de Fevereiro (12) Angola descrita (12) Angola-Brasil (12) F.Quelhas (12) José Mena Abrantes (12) Solidariedade (12) comércio (12) memória (12) texto de leitor (12) viagens (12) áudio (12) Afrikya (11) Cabinda (11) Huila (11) José Rodrigues (11) Rádios Angolanas (11) agenda cultural (11) ambiente (11) ciência (11) escravatura (11) flora (11) kuduro (11) pessoas (11) 27 de Maio (10) Comentário (10) Jazz (10) Paulo Flores (10) Ruy Duarte de Carvalho (10) afrobasket (10) aniversário (10) escultura (10) estórias (10) exposição (10) futuro (10) geografia (10) malária (10) população (10) postais (10) povos (10) prémios (10) taag (10) unita (10) Huíla (9) Mateus Gonçalves (9) Palancas Negras (9) cplp (9) paludismo (9) pobreza (9) CAN2008 (8) Café da Manhã (8) Carnaval (8) Jorge António (8) Marcolino Moco (8) Pepetela (8) SOCIOLOGIA POLÍTICA (8) Sérgio Conceição (8) baía de Luanda (8) comboio (8) feriados (8) gentes (8) património (8) selecção de Angola (8) transporte (8) viagens no tempo (8) Festas do Mar (7) João Melo (7) Luandino Vieira (7) Malange (7) O País (7) Rui Mingas (7) SIDA (7) efemérides (7) ensino (7) falecimento (7) festival de teatro (7) heróis (7) percussão (7) Abel Chivukuvuku (6) Bom Dia - Bom dia (6) CAN2012 (6) Casa de Angola (6) Hóquei (6) Luisa Fançony (6) MPLA (6) ajuda (6) andebol (6) campanha eleitoral (6) chuva (6) colecção cartazes (6) filme (6) moda (6) sociedade (6) 25 de Abril (5) 4ª Conferência sobre Mulher e Desporto (5) Cartoon (5) Chá de Caxinde (5) Eleições em Notícia (5) FILDA (5) Luena (5) Mário Pinto de Andrade (5) Nelson Mandela (5) antiguidades (5) caminhos de ferro (5) contos (5) convite (5) crianças (5) cultos (5) desenho (5) dia de África (5) diversão (5) documentos (5) estradas (5) liberdade (5) lusofonia (5) moeda (5) o nosso Povo (5) petróleo (5) televisão (5) valdemar ribeiro (5) A Escola da Música (4) A Guerra (4) ADRA (4) Adams Kiluanji Smiths (4) Ana Clara Guerra Marques (4) André Mingas (4) Brasil (4) CFB (4) Capas de singles angolanos (4) Comemorações da Independência de Angola (4) Constituição (4) Diplomáticos (4) Duo Ouro Negro (4) Elias Dya Kimwezo (4) Expo 2010 (4) Fundação Sindika Dokolo (4) IIº Festival Internacional de Teatro e Artes (4) Jornal de Angola (4) Mulheres de Angola (4) N'gola Ritmos (4) Okutiuka (4) Ouvir Angola (4) Paulo Jorge (4) Pensar e Falar Angola (4) Raul do Rosário (4) Saurimo (4) Sónia Ferreira (4) Trincheira Firme (4) agricultura (4) arquitectura popular (4) colares (4) corrupção (4) desportos (4) ecologia (4) etnografia (4) hoquei em Patins (4) internet (4) media (4) medicina (4) trabalho (4) tradição (4) urbanismo (4) África (4) Ana Paula Tavares (3) António Jacinto (3) Baía dos Tigres (3) Caminhos de Ferro de Moçâmedes (3) Catumbela (3) Cuito Cuanavale (3) Denudado (3) Dia Mundial da Dança (3) Dia da Mulher (3) Dia do Herói Nacional (3) Ernesto Lara Filho (3) Filipe Mukenga (3) Homenagem (3) INFRAESTRUTURAS (3) Interclube (3) Investimentos (3) Jogos Olímpicos (3) Jorge Kalukembe (3) José Eduardo Agualusa (3) Justino Pinto de Andrade (3) Kudijimbe (3) Lino Damião (3) Manifesto (3) Manuel Victória Pereira (3) Mosquito (3) Mundial de Hóquei (3) Mário Tendinha (3) Patrício Batsîkama (3) Paulo Araujo (3) Pedroto (3) Prémio Maboque (3) Pérolas (3) Ricardo Teixeira (3) Rock Angolano (3) Teta Lando (3) Universidade (3) Yuri da Cunha (3) adivinhas (3) autores (3) candomblé (3) cidadania (3) coleccionismo (3) comunicação (3) conhecimento (3) conselhos (3) curso (3) david oliveira (3) democracia (3) deputados (3) desastre (3) desenvolvimento (3) design textil (3) dia da Independência (3) e-mail (3) elinga (3) empreendorismo (3) empresa (3) engenharia (3) estatística (3) estudantes (3) exportação (3) formação (3) globalização (3) governo (3) história natural (3) ideias (3) imobiliário (3) indústria (3) jornalismo (3) kuanza-Sul (3) legislação (3) lingua portuguesa (3) linguas (3) livro (3) mel gambôa (3) negritude (3) poesia lusófona (3) polícia (3) rios (3) ||| Trienal de Luanda (3) 11 de Novembro (2) 1º de Maio (2) 3º ano (2) A Matéria do Tempo (2) Agostinho André Mendes de Carvalho (2) Agualusa (2) Andulo (2) Angola no Afrobasket2013 (2) António Ole (2) Arlindo Barbeitos (2) Assembleia Nacional (2) BD (2) Beatriz Salucombo (2) Belita Palma (2) Bonga (2) Bonga Kwenda (2) CHAN (2) CUBE RECORDS (2) Café Negro (2) Cambambe (2) Campeonato do Mundo de Hóquei (2) Cangandala (2) Caála (2) Comissão Nacional Eleitoral (2) Correia Adão (2) Cuca (2) DTA (2) Divagações (2) Dog (2) Dog Murras (2) Don Sebas (2) Elinga Bar (2) Encontro (2) Estudos Angolanos (2) Estúdio de Actores (2) FAO (2) FBaião (2) FIC (2) FLEC (2) Festival Internacional de Jazz (2) Festival Internacional de Rock do Huambo (2) Festival de Cinema (2) Filipe Zau (2) Formula 3 (2) Fortaleza de Luanda (2) Fotografias (2) Fotografias de Angola (2) Francisco Vidal (2) Gustavo Costa (2) Helena Justino (2) Helena Magalhães (2) Hospital Pediátrico David Bernardino (2) Isabel dos Santos (2) Januário Jano (2) João Arrmando (2) João Baptista Vieira Lopes (2) Kilamba (2) Kuanza (2) Kwanza Norte (2) Leba (2) Lev'Arte (2) Luís Damião (2) Lúcio Lara (2) Mampuya (2) Mangovo (2) Manifestações (2) Manuel Rui (2) Manuel Ruy Monteiro (2) Margarida Paredes (2) Mbanza Congo (2) Mia Couto (2) Micaela Reis (2) MinhaAngola (2) Monza (2) Mucuio (2) Museu de História Natural (2) Nara (2) Nelo Teixeira (2) Neves e Sousa (2) O Blog Realmente Aberto (2) Online (2) Palácio de Ferro (2) Papa Bento XVI (2) Paulo Jazz (2) Paulo de Carvalho (2) Pedras Negras (2) Prémio Nacional da Cultura (2) Reacreativo do Libolo (2) Recordações (2) Reginaldo Silva (2) René Pélissier (2) Roderick Nehone (2) Rosa Coutinho (2) Rádio Ecclesia (2) SIEXPO (2) Sabby (2) Salvador Correia (2) Samakuva (2) Sambizanga (2) Savimbi (2) Sonangol (2) Sumbe (2) TPA Internacional (2) Tchokwé (2) Terra (2) Tio Liceu (2) Togo (2) Tonspi (2) Uíge (2) Valdemar Bastos (2) Viriato da Cruz (2) Visita de Estado (2) Viteix (2) Yaru Cândido (2) advogados (2) alimentação (2) angolanidade (2) antropologia (2) artes plásticas (2) aviação (2) bebidas (2) biodiversidade (2) ciclismo (2) cidades (2) colóquios (2) contestação (2) direitos e deveres (2) divulgação (2) educ'arte (2) escola (2) espectaculo (2) feira (2) fim de ano (2) fome (2) governação (2) herois (2) hino (2) instrumentos (2) kimalanga (2) kizomba (2) legislativas (2) leis (2) marginal (2) negócios (2) pensamentos (2) pesca (2) provérbio (2) racismo (2) religião (2) reportagem (2) resultados eleitorais (2) revistas (2) toponimia (2) transporte aéreo (2) trânsito (2) vias de comunicação (2) vistos (2) Álvaro Macieira (2) óbitos (2)  Zé Pestana Namibe Angola em fotos (1) "O Ocaso dos Pirilampos". (1) 04 de Abril (1) 1 de Maio (1) 15 de Março (1) 1º de Agosto (1) 2006 (1) 2008 (1) 2011 (1) 2012 (1) 2014 (1) 95 (1) A Poesia Angolana noa Caminho Doloroso da História (1) A Orfã do Rei (1) A Safra (1) ANGOLATELECOM (1) Acordos Luso-Angolanos (1) Acordos de Paz de Bicesse (1) Actores (1) Acácio Barradas (1) Adolfo Maria (1) Adriano B. de Vasconcelos (1) Adriano Botelho de Vasconcelos (1) Adriano Mixinge (1) Adriano Sebastião (1) Aeroporto Internacional de Luanda (1) Afrologia (1) Alda Lara (1) Alda do Espírito Santo (1) Alfabetização (1) Aline Frazão (1) Allende (1) Ana Dias Lourenço (1) Ana Paula dos Santos (1) Angola 74 (1) Angola Avante (1) Angola Rural (1) Angola e NBA (1) Angolares (1) Animação (1) António Kassoma (1) António Magina (1) António dos Santos (1) Anália de Victória Pereira (1) Apartheid (1) Apostolado (1) Artur Nunes (1) Assassinato (1) Associação 25 de Abril (1) Associação Kalu (1) Autódromo (1) Bahia (1) Baixa de Cassange (1) Banda (1) Banda Desenhada (1) Banda Maravilha (1) Before Crush (1) Benfica (1) Bienal (1) Bilhete de Identidade (1) Bimbe (1) Bié (1) Black Soul (1) Boas Fertas (1) Bruno M (1) COI (1) COSISA (1) CPJ (1) CRONICAS ENSAIOS (1) Cabo Ledo (1) Caleidoscópio (1) Calos Alberto Mac-Mahon de Vitoria Pereira (1) Cangola (1) Caotinha (1) Carlos Alberto Mac-Mahon de Vitoria Pereira (1) Carlos Ferreira (1) Carlos Ferreirinha (1) Carlos Morais (1) Carteira do Artista (1) Casa 70 (1) Casa do Gaiato (1) Casa do Gaiato de Benguela (1) Cavaqueira no Poste (1) Cesaire (1) Cesária Évora (1) Chia KMK (1) Chibia (1) Chiwale (1) Cinema Atlântico (1) Comité Olímpico (1) Companhia de Teatro Dadaísmo (1) Companhia de Teatro Gente (1) Concurso literário (1) Congresso (1) Cooperação Luso Angolana (1) Corte-Real Pereira (1) Costa Andrade (1) Cuba (1) Cubal (1) Cunene (1) Cónego Manuel das Neves (1) DNIC (1) Dalila Cabrita (1) David Zé (1) Death Metal Angola (1) Demósthenes (1) Dharmasena Pathiraja (1) Dharmasena Pathirajad (1) Dia da Mulher Africana (1) Dia de Camões (1) Dia internacional da Criança (1) Direitos Humanos (1) Direitos de autor (1) Discurso do Presidente Agostinho Neto (1) Dondo (1) Doutoramento (1) Drepanocitose (1) Duarte Ferreira (1) EXPO 2012 (1) Edgardo Xavier (1) Edite Soeiro (1) Eduarda Andrino (1) Eiffel (1) Embaixada de Angola em Portugal (1) Embaixador (1) Eng. Fernando Falcão (1) Espaço SIEXPO (1) Estórias de Angola (1) Etel Ferrão (1) Eugénio Costa Almeida (1) ExameAngola (1) Expo 2008 (1) FAA (1) FC Bravos do Maquis (1) FIL (1) FNLA (1) Fernando Baião (1) Fernando Laidley (1) Fernando Pacheco (1) Fernando Tavares Pimenta (1) Festival da Canção (1) Filhos da Pátria (1) Flávio Ferrão (1) Ford (1) Forum Angolanao (1) Força aérea (1) Fragata de Morais (1) Francisco Costa Andrade (1) Frases (1) Frei João Domingos (1) Frutos de Angola (1) Fundo de Solidariedade Lwini (1) Fátima Roque (1) Gabela (1) Gana (1) Gari Sinedima (1) Gastronomia Angolana (1) General Pakas (1) Graciano António Manuel Kalukango (1) Granito (1) Grupo Lareira (1) Grupo Pitabel (1) Grupo de Reflexão da Sociedade Civil de Angola (1) Guiné-Bissau (1) Gustave (1) Gustavo da Conceição (1) Gás (1) H (1) Helder Mendes (1) Henrique Artes (1) Herberto Helder (1) Hinos partidários (1) Holden Roberto (1) INESAAODH (1) INOVAR (1) Icolo e Bengo (1) Imbondeiro (1) Inocência Mata (1) Inscrições (1) Iraldo (1) Irina Vasconcelos (1) Isaura Maria da Conceição Epanda (1) Ismael Mateus (1) J.M.Coetzee (1) Jacinto Lemos (1) Jandira Sassingui (1) Jeremy Xido (1) Jerónimo Belo (1) Joaquim Furtado (1) Jodi Burch (1) Jomo Fortunato (1) Jonh Bela (1) Jordi Galcerán (1) Jorge De Palma (1) José Chaves (1) José Luis Mendonça (1) José Marcos Mavungo (1) José Maria Chaves (1) José Redinha (1) João Jorge Xavier (1) João Kassinda (1) João Soares (1) Kalandula (1) Kalumba (1) Kambumbe Lodje (1) Kandjila (1) Kaparandanda (1) Kate Hama (1) Kifangondo (1) Kiluanji Kia Henda (1) Kinaxixe (1) Kito Kimbenze (1) KuBass (1) Kuduro International Conference (1) Kwanza (1) LODGE (1) Lambarena (1) Leonor Figueiredo (1) Levy César Marcelino (1) Lilly Tchiumba (1) Lito Vidigal (1) Loanda (1) Luanary (1) Luanda Maputo (1) Luciano António (1) Lucira (1) Lugares (1) Luis Fernando (1) Luis Rosa Lopes (1) Lulendo (1) Lunda (1) Luz Veio (1) Luís Fernando (1) M'pty Head (1) MOVICEL (1) Maianga (1) Mano a Mano Produções (1) Manucho (1) Manuel Agostinho Salvador Ribeiro (1) Manuel Ennes Ferreira (1) Mara Dalva (1) Mara Manuela Cristina Ananaz (1) Maria Esperança Pascoal (1) Maria Mambo Café (1) Maria Rita (1) Massalo (1) Matála (1) Mayamba Editora (1) Memória de uma alcoólica (1) Menha Ma Zumbi (1) Menongue (1) Mestre Humberto (1) Miguel Anacoreta Correia (1) Miguel Barros (1) Miguel Zenón Quartet (1) Ministros de Angola (1) Miss Angola 2007 (1) Miss Mundo (1) Miss World (1) Monami (1) Morro Maluco (1) Morro da Luz (1) Morro da Maianga (1) Movimento Estudantil Angolano (1) Movimento X (1) Moçambique (1) Muanamosi Matumona (1) Mucubais (1) Mulher Desporto África 2008 (1) Murras (1) Museu Nacional de História Natural (1) Musongué da Tradição (1) Mutamba (1) Mário Guerra (1) MárioPalma (1) NASCAR (1) NEBLINA (1) Nastio (1) Ngolamirrors (1) Nito Alves (1) Njinga Rainha de Angola (1) Nossangola (1) Nzila (1) Nástio (1) Nástio Mosquito (1) O Moringue (1) O Método de Groholm (1) O Preço do Fato (1) O Rock Lalimwe Eteke Ifa (1) O Submarino Angolano (1) ONG (1) ONU (1) Orfanato (1) Orlando Sérgio (1) Ortopedia (1) Os Lambas (1) Ottoniela Bezerra (1) PENSAMENTO (1) PTNETangola (1) Pangueia Editora (1) Parlamento (1) Pauko Flores . música (1) Paulo Araújo (1) Paulo Capela (1) Paulo Kussy (1) Pedrito do Bié (1) Pedro Pinote (1) Petro (1) Photosynth (1) Processo dos 50 (1) Projecto Perpetuar (1) Prémio José Saramago (1) Quarta-feira (1) Quimbele (1) Quitexe (1) RNA (1) Rafael Marques (1) Raid Cacimbo (1) Raid TT (1) Rainha Ginga (1) Rainha Nzinga (1) Raul David (1) Recreativo da Caála (1) Ricardo Abreu (1) Rio Kuanza (1) Ritmo e Cultura (1) Robert Hudson (1) Roberto Ivens (1) Rocha Pinto (1) Rodrigues Vaz (1) Romi Anauel (1) Ruca Van-Dúnem (1) Rui Almeida (1) Rui Costa (1) Rui Monteiro (1) Rui Tavares (1) Ryszard Kapuscinski (1) Rádio Luanda (1) S.Tomé e Príncipe (1) SISTEC (1) Samba (1) Santocas (1) Sexta-feira (1) Silerstone (1) Silverstone (1) Simão Toco (1) Sita Valles (1) Slide de fotografias (1) Soyo (1) Suzana Inglês (1) Sérgio Guerra (1) Sérgio Mabombo (1) TEDxLuanda (1) Taekwondo (1) Tantã Cultural (1) Tchivinguiro (1) Terra dos Sonhos (1) Toke (1) Tomaz Jorge (1) Toty Semedo (1) Traumatologia (1) Tribunal de Contas (1) Trienal de Luanda (1) Tv (1) TvZimbo (1) Té Macedo (1) Tômbwa (1) UEA (1) UNITEL (1) União de Escritores Angolanos (1) Urbano de Castro (1) VIH/SIDA (1) VUM-VUM KAMUSASADI (1) Victor Gama (1) Vítor Burity da Silva (1) Waldemar Bastos (1) Welwitschia Mirabilis (1) Wilker Flores (1) Xadrez (1) Xá de Caxinde (1) Yonamine Miguel (1) You Failed... Now We Rule!!! A Nossa Vez!!! (1) Zeca Moreno (1) Zé Pestana Namibe Angola em fotos (1) abacate (1) acidentes (1) acordo ortográfico (1) agradecimento (1) alambamento (1) alfandega (1) angolano lá fora (1) antologia poetica (1) anuncio (1) anúncio (1) arbitrariedade (1) baleia (1) bancos (1) bandeira (1) barack obama (1) baía (1) biblioteca (1) bicicleta (1) borboletas (1) brancos (1) cacusso (1) capacitação (1) carta aberta (1) casamento (1) cerâmica (1) cine art angola (1) clima (1) cogumelos (1) combustível (1) comemorações (1) comunidades (1) concertos musicais (1) concurso fotografia (1) contador (1) contrafacção (1) convívio (1) cooperação desportiva (1) crónicas (1) cursos (1) desalojados (1) desarmamento (1) descolonização (1) desgraça (1) design grafico (1) desporto paralímpico (1) dia do pai (1) dimantes (1) dinheiro (1) doclisboa 2012 (1) doença do sono (1) dvd (1) e--books (1) emprego (1) encontro mulheres angolana (1) escr (1) estorieta (1) explicação (1) expressão dramática (1) f (1) facebook (1) famílias (1) feira do Livro (1) feminismo (1) feministas (1) ficção (1) fiscalidade (1) floresta (1) fm (1) fábulas (1) férias (1) gora (1) graffiti (1) história Angola (1) hobby (1) humor angolano (1) idolos (1) igreja (1) iniciativa (1) intercâmbio (1) interrupção (1) investigação (1) jindungo (1) jo (1) justiça (1) juventude (1) kalulu (1) kamussekele (1) kassekele (1) kimbos (1) kit surf em Angola (1) leitura (1) lendas (1) luto (1) línguas nacionais (1) militares (1) minas (1) minas de prata (1) miss Universo (1) modernização (1) mosca tsé-tsé (1) motas (1) muamba (1) música. fotos antigas (1) narrativa (1) natação (1) nação negra (1) negros (1) néo-liberalismo (1) o mundo (1) off-road (1) parabens (1) passados. estórias (1) passatempo (1) pecuária (1) pensar (1) perdidos e achados (1) piri-piri (1) poe (1) porto de Luanda (1) povo (1) primeira-dama de Angola (1) prisões (1) prédio Cuca (1) qualificação das pessoas (1) ra (1) raça (1) recuperação (1) refugiados (1) registo eleitoral (1) renovação (1) repatriamento (1) restaurantes (1) san (1) segurança (1) sem etiqueta (1) seminário (1) soberania (1) surf em Angola (1) taxis (1) telecomunicações (1) todo o terreno (1) tragedia (1) tripanossomíase (1) turtulhos (1) twitter (1) técnica (1) um livro. solidariedade (1) valdemar F. Ribeiro (1) vfr (1) vigarices (1) violência (1) voz (1) youTube (1) «ANGOLA: A TERCEIRA ALTERNATIVA» (1) Álvaro Ascenso (1) Álvaro Mateus (1) Óscar Ribas (1) ética (1) ídolos (1)