Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2008

Tácticas da construção civil

Imagem
Tácticas
- Mano, pus soalho frutuante nos casa! Bonito! Assim quando vier aspróxima enxurradas, o chão flutua e não fico com a casa inundada!...
- Mas, se vierem com muita agua, brader, isso sobe muito e tú bate mésmo com os corno nos tecto, pá!!!
- Nãos tem probrema, méu; também pus os tecto farso


Pensar e Falar Angola

Homenagem aos heróis angolanos ..

O texto em forma poética anteriormente colocado neste Blogue em homenagem aos heróis angolanos pretende ter uma visão global de um processo angolano onde há muitos intervenientes e muitas situações , umas mais justas e outras menos justas mas todas realidades na construção do caminho angolano rumo à sua independência .

Foi escrito em forma poética pois só assim é possível transmitir com a profundidade e amplitude necessárias determinadas realidades da vida .

Quando se tem uma ideia fixa ou radical na cabeça sobre determinado assunto ou processo , geralmente as palavras e mensagens dos outros são interpretadas segundo uma lógica muito pessoal e são captadas de acordo com as vivências e experiências individuais .

A mensagem do texto homenageando os heróis angolanos deve ser analisada considerando-se muitos ângulos ou seja , é preciso haver uma interpretação não só das palavras escritas mas também das mensagens diferenciadas que estão por detrás das palavras e que são tão ou mais importante…

(29) - Ágora - Nem cântaro, nem fonte, nem Maria

Imagem
No dia 1 de Setembro de 1935, inaugurava-se a estátua evocativa dos mortos portugueses nas “campanhas africanas” da Grande Guerra Mundial de 1914-1918, na luta contra os alemães. Num largo poeirento, com a pompa e circunstancia adaptada ao evento, alinharam-se as autoridades, civis, militares e eclesiásticas da cidade de Luanda, um tal almirante Afonso Cerqueira, e um jovem professor de direito, que chefiava uma missão de estudantes “metropolitanos” às colónias, de seu nome Marcelo das Neves Alves Caetano, que trinta e nove anos depois seria apeado do governo de Portugal, por um golpe de estado, que derrubou a ditadura, e donde emergiram governantes que promoveram negociações, que levaram à independência as ex-colónias portuguesas. Este evocativo, que depois da independência esteve tapado com um plástico cor de rosa, depois dinamitado em circunstancias pouco claras foi depois local de “pousio” de um carro de combate. Foi construído com a contribuição do comércio e industria de Luanda, …

Olhand'Angola

Imagem
Pensar e Falar Angola

Sábado Musical

Imagem
Pensar e Falar Angola

HOMENAGEM AOS NOSSOS HERÓIS

Estamos na semana das eleições e temos a certeza intuitiva de que este processo está no bom caminho . .
Angola cada vez mais continuará a navegar em oceanos largos e horizontes mais profundos . Isso só foi possível com o sacrifício de muitos , muitos mesmo .
.
Muitos em Angola são heróis , apesar de não aparecerem na mídia mas podemos ter a certeza que são GENTES de temperamento firme e alma forjada com esmero . . Muitos deles guerreiros e líderes de si e por onde passaram edificaram . . Não é possivel esculpir aqui seus nomes mas eles sabem de sua Obra . .HOMENAGEM AOS QUE CONSTRUIRAM ESTE ACTUAL PRESENTE DE ANGOLA COM SANGUE , SUOR E LÁGRIMAS . . A VÓS QUE SOIS "REIS" . Quantos reis desfilam dias Nos estádios trocando bolas . Quantos dias os reis Desfilam horas nos palácios ... . Eu de mim REI SOU ! . Quantos dias suados Em labutas de sustento , Humano de menino a crescer Em frente , de alma enfunada Herói de si nos sonhos abraçados . . "Reis" , que sois de mim se Rei eu sou ? . Dura vida …

Festival de Teatro Lusófono

Imagem
Artes dramáticas angolanas no Brasil.
A actual performance das artes cénicas angolanas está a ser exibida, desde segunda-feira, no Brasil, pelo actor Dom Pietro Dikota com a apresentação do monólogo “Nojo”:
"O espetáculo conta a história de um estrangeiro, iraquiano, trabalhador ilegal, antes da saída para os vários bares onde trabalha vendendo flores medita sobre a sua condição. Sobrevive ao seu presente, persegue o seu passado e prevê o seu futuro. Num jogo entre si e o seu espelho – o público.
Jogo de medos e de revoltas, mas também de poesia e doces – amargas nostalgias. Ele previne-nos contra si mesmo e os seus semelhantes, ele é generoso e arrogante, amargo e afectivo. Ele joga ao dilema eterno do ser e do não – ser. Ele propõe-nos uma mútua projecção, lírica e pungente. Dos nossos temores mais arcaicos tornados vivos pela sua presença. Dos seus desejos e medos mais profundos personificados pela nossa branca pele e pela nossa “grande” civilização.Neste jogo dramático, joga-se …

Casa de Angola

Imagem
Pensar e Falar Angola

Passe a publicidade (18)

Imagem
Pensar e Falar Angola

KIBUTZ à Angolana

Imagem
Angola aposta em modelo de 'kibutz' para reintegrar ex-combatentes.
http://dn.sapo.pt/2008/08/27/internacional/angola_aposta_modelo_kibutz_para_rei.html Kibutz http://pt.wikipedia.org/wiki/Kibutz Não esquecer: Declínio do movimento kibbutz
Os kibutzim foram gradualmente e estavelmente se tornando menos coletivistas nos últimos vinte anos. Ao invés do princípio de "de cada um de acordo com sua habilidade, para cada um de acordo com sua necessidade", os kibutzim adotaram "de cada um de acordo com suas preferências, para cada um de acordo com suas necessidades".
As primeiras mudanças a serem feitas foram nos utensílios e no refeitório. Quando a eletricidade era "gratuita" os kibutzniks não tinham incentivo para poupar energia. As pessoas deixavam o ar condicionado ligado constantemente. Nos anos 1980, os kibutzim começaram a medir o uso de energia. Tendo os kibutzniks que pagar pelo uso de energia, requeria que eles de fato tivessem dinheiro pessoal. Assim …

Eleições, Semanários e Eu

Imagem
Aqui vamos nós lendo a imprensa que nos chega on-line, ouvindo as noticias das rádios audíveis, porque há quem não se consiga ouvir, assim como há quem não se consiga ler.
Hoje chegam-me ecos de Camaleões, aqueles políticos que vão mudando de camisola, mesmo que tenham de vestir uma que outrora combateram ferozmente. E os semanários fazem deles grandes manchetes.
Daqui a pouco ainda vamos fazer confusão com as contratações dos grandes clubes do futebol mundial:
Jorge Valentim contratado enquanto se aguardam mais informações da situação de Carlos Contreiras; Parreia ainda não está com a situação definida, porem parece que assinou por dois clubes.
Mas falemos então dos Semanários.
O NOVO JORNAL fala dos quase 600.000.000 dólares gastos nos financiamentos dos partidos políticos com assento parlamentar. Cada voto valeu 10 dólares. Enquanto Fernando Pacheco afirma que em Angola não há confronto de ideias.
O SEMANÁRIO ANGOLENSE destaca a província do Huambo onde decorre o Milagre do Renascimento…

ENTREVISTA - KUDIJIMBE

Imagem
«O meu grande problema é que ando a sofrer pelos outros» Entrevista de Aguinaldo Cristóvão da União de Escritores Angolanos A literatura angolana está de parabéns. Kudijimbe, pseudónimo literário de Nicolau Sebastião da Conceição, pensa que já se escreveu muita coisa boa e bonita, e que vão surgir mais factos positivos ainda. «Nós temos trabalhado muito, nós temos escrito muito. As pessoas estão admiradas com Angola neste aspecto, por isso eu encorajo a nossa gente a continuar a escrever». Militar com patente de oficial superior, o escritor encoraja os seus colegas militares a escrever o que viveram e o que lhes vai na alma. Nesta conversa, Kudijimbe revela o que se passa coma Brigada Jovem de Literatura de Angola. Kudijimbe começou a escrever numa altura em que, como outros angolanos, enfrentava um clima ainda de guerra. Conte-nos: como foi que começou a escrever?
R- Gostaria de dizer, de facto, que estas coisas de escrever, para mim, começaram há muitos anos, nos tempos ainda de kanden…

(28) Ágora - ZARAGOZA 2008 - uma exposição pedagógica

Imagem
Por motivos vários, vou algumas vezes durante o ano a Aragão e concretamente a Zaragoza. Fui assistindo ao seu crescimento, que faz que hoje esta cidade de 900.000 habitantes, capital da Comunidade de Aragão, seja um pólo de grande dinamismo industrial, comercial e científico, tendo-se afirmado como a quarta cidade espanhola, em termos de população e de criação de riqueza. Conheço a cidade desde 1972 e para mim não foi surpresa alguma, quando a cidade de Zaragoza se candidatou à Exposição Internacional de 2008, pois o seu crescimento, e o engajar das gentes de Aragão no seu desenvolvimento, almejavam um evento internacional que colocasse a sua cidade mais importante no mapa mundial. Fui daqueles visitantes, que chegaram à hora marcada no convite, o que de facto contraria as normas de qualquer visita, pois nunca se deve chegar antes da hora, à hora, nem muito depois da hora. Aconteceu dar-me conta, que ainda havia alguns trabalhos a realizarem-se, nomeadamente acessos, interfaces e parqu…

A Caminho das Eleições - hoje falo eu

Imagem
Em marcha lenta seguem as caravanas para o dia 5 de Setembro. África precisa de exemplos e Angola é um dos países com essa capacidade. Pequenos incidentes, felizmente a maioria deles verbais, tenta aquecer a mornidade da campanha que parece está como o tempo, carregado de cacimbo. A imaginação falta onde abundam as ideias que só de ouvir a gente fica a saber não vai dar em lado nenhum, que não levam a outro lugar que não ao imaginário desértico. Aquilo que sobressai mesmo é que com a estória do petróleo e diamantes na abundância o Estado tem mesmo é de dar e assim melhorar o estado de vida das pessoas. Mas estão a esquecer que é preciso trabalhar para melhorar a qualidade de vida. Vamos ver assim num ao de leve o que se passa nalguns partidos: MPLA: dividido entre aqueles que pensam que nada vai mudar apenas legitimar o estado da coisa e aqueles que sabem que só a democracia pode separar o poder das acções empresariais; UNITA: acaba a fome por decreto e subsidia tudo e todos; Fdp: promete u…

Sábado Musical

Imagem
Paulo Flores - Saudades
Pensar e Falar Angola

ANGOLA DE ONTEM E DE HOJE

Imagem
Pensar e Falar Angola


ANGOLA DE ONTEM E DE HOJE

Em 1988 , indo do Brasil aonde vivi durante treze anos e me formei em Economia , estive em Portugal durante um ano aonde foi meu tutor o professor Agostinho da Silva , privilégio que agradeço à vida .

Após diálogos longos e prazeirosos com o professor Agostinho , decidi ir voluntariamente leccionar Economia em Angola e após demarches junto à embaixada de Angola em Lisboa e junto à Universidade Agostinho Neto em Luanda , foi possível leccionar Economia no Núcleo de Economia do Lubango , Província da Huíla no sul de Angola , no ano de 1990 .

Mais ou menos nesta data , a paz entre a UNITA e MPLA , Organizações políticas que lutavam entre si , foi assinada e iniciou-se o primeiro processo eleitoral angolano .

Muitos empresários portugueses e outros começaram a investir com toda a força em Angola pois muitos queriam acreditar que era possível a paz .

Entretanto , a UNITA em suas assembleias e comícios populares políticos , pela voz de seu líder Jon…

Bernardino Pedroto, técnico de futebol e as eleições

Imagem
Os jovens devem todos exercer o seu direito de voto em consciência e fazê-lo com todo o respeito e naturalidade.

Jornal de Angola: Qual é a sua expectativa para as eleições legislativas de 5 de Setembro?
Bernardino Pedroto: Sou um cidadão estrangeiro num país que vai realizar eleições legislativas e a única coisa que espero é que as coisas corram dentro da normalidade e de acordo com os princípios democráticos aceites universalmente.
JA: Qual é a sua opinião sobre o processo de registo eleitoral?
BP: Sobre o registo, pelo que ouvi e li, as coisas correram dentro do que se esperava. Foi um passo muito importante. Hoje as coisas estão suficientemente organizadas dentro do que os responsáveis deste país perspectivavam para que as eleições tenham lugar em paz e com normalidade. Acho que o calendário e os prazos estabelecidos acabam por satisfazer a todos.
JA: Que mensagem deixa para a juventude sobre o voto?
BP: Os jovens são o futuro de uma nação. A eles recai uma grande responsabilidade para …

História Geral de Angola

Imagem
O Ministério da Cultura (Mincult) criou recentemente, em Luanda, um grupo de trabalho encarregue de conduzir os trabalhos preparatórios para a futura Comissão de Redacção da História Geral de Angola, com objectivo de preparar os pressupostos para a investigação e início do processo.
De acordo com um despacho conjunto dos Ministérios da Cultura, Educação e Secretaria de Estado para o Ensino Superior, o grupo integra os historiadores Rosa Cruz e Silva, Maria Alexandra Aparício e Manuel Maria Difwila, e os mestres em História, Constança da Rosa Ferreira de Ceita e Fernando Gamboa. Os antropólogos João Alexandre e José Garcia Lumanisáquio, bem como o demógrafo José Garcia Lencastre, fazem igualmente parte do grupo.
Nos âmbito das suas atribuições, o grupo poderá solicitar a colaboração de outros especialistas, visando a melhor prossecução das suas atribuições.
O grupo terá como competências e objectivos gerais apresentar um cronograma de actividades e um memorando sobre as tarefas e desafio…
Imagem
COMANDO DA IIIª DIVISÂO (Município do Cazenga)


Pensar e Falar Angola

Das Matas às Livrarias - Cruzei-me com a História

Imagem
Samuel Chiwale, 64 anos, co-fundador da UNITA conta como nasceu e cresceu o movimento. O ex-comandante-geral da UNITA relata, na primeira pessoa, em “Cruzei-me com a História”, lançado há dias em Lisboa , a sua vida no movimento. Chiwale e Savimbi são duas histórias que se cruzam quase por completo.
Samuel Chiwale, filho de um soba "por direito e tradição", dava catecismo na Missão Evangélica do Bailundo - fundada em finais do século XIX - e era vendedor ambulante de gado. O pai, recorda, lembrava-lhe frequentemente que "os estudos são a única forma para se sair da situação".
Os meninos do seu tempo absorviam os ensinamentos dos mais velhos, à noite, à volta da fogueira. Num espaço envolto pela natureza, o jovem Chiwale tocava batuque "com grande mestria" e caçava de forma "exímia", como confessa neste livro. Seguir as pisadas do pai era então a prioridade. Frequentou a que diz ter sido a maior escola africana em Angola, o Instituto Currie do Dôn…

Projecto de Quiculungo

Imagem
Pensar e Falar Angola

Um Jornal Novo

Imagem
Foi apresentado o novo Jornal de Economia & Finanças que estará nas bancas apartir do dia 29 do presente mês. É mais um título das Edições Novembro, editora que publica o Jornal de Angola e o Jornal dos Desportos.




Pensar e Falar Angola

Passe a publicidade (17)

Imagem
Pensar e Falar Angola

A ressurreição do Huambo

Imagem
HENRIQUE BOTEQUILHA, Huambo










Angola. Palco de um dos mais violentos episódios da guerra civil angolana, o Huambo está a renascer na forma de um estaleiro em grande escala. Estradas, edifícios e serviços estão a ser recuperados e o 'boom' do sector da construção está a servir de alavanca para recuperar tudo o resto





Onde havia ruínas apareceram casas, nas artérias bombardeadas alisou-se o asfalto, da obscuridade fez-se luz e o Huambo, palco de um dos mais violentos episódios da guerra civil de Angola, ressuscitou. Em apenas três anos, uma das cidades mais destruídas do país renasceu na forma de um estaleiro em grande escala, em que além das obras no espaço público, arruamentos e passeios se incentivou, com subsídios estatais, a recuperação de habitações.

"O Huambo cresceu consideravelmente. As nossas estradas estão reabilitadas, as nossas casas também estão a ser reabilitadas, o Huambo cresceu e vai crescer mais ainda", atesta Odete Lucas, 32 anos, técnica da Acção de Des…