A Efeméride Nacional

11 DE NOVEMBRO DE 1975

sábado, 31 de outubro de 2009

Notícias no Google sobre Angola

outubro 31, 2009 0
Notícias no Google sobre Angola

AngolaPress
Governo angolano preocupado com crise na Guiné Conacry
AngolaPress
Luanda - O Governo da República de Angola, no estrito respeito pelo direito internacional, manifestou a sua preocupação pela actual situação de crise da ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Realização do CAN constitui uma vitória da diplomacia angolana
AngolaPress
Luanda - O Secretário Geral da Liga dos Veteranos da Guerra de Libertação de Angola (LIVEGA), Cristóvão Quina, considerou sexta-feira, em Luanda, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Delegação das Forças Armadas Angolana trabalha na Guiné Bissau
AngolaPress
Integram a delegação, cujo regresso a Angola está previsto para sábado, oficiais generais dos três ramos das FAA, nomeadamente Exército, Força Aérea, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
AngolaPress
Aguinaldo Jaime optimista quanto ao futuro da economia angolana
AngolaPress
mostrou-se, esta quinta-feira, em Lisboa, "bastante optimista" quanto ao futuro da economia angolana, considerando o país uma "alternativa segura para ...
Veja todos os artigos sobre este tópico


Sábado Musical

outubro 31, 2009 0



Pensar e Falar Angola

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Notícias no Google sobre Angola

outubro 30, 2009 0
Notícias no Google sobre Angola
'Este vai ser o século das mulheres na África', diz Margarida Paredes
G1.com.br
"Hoje, um terço dos cargos de poder em Angola são ocupados por mulheres, e na Assembleia Constituinte o número chega a 50%". Quem revela os novos dados da ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Angola - Bernardino Pedroto gostava de treinar um grande de Portugal
O Jogo
Em Angola desde 2000, Pedroto conquistou cinco campeonatos nacionais, mas ainda pensa em regressar a Portugal, onde gostava de treinar um grande do futebol ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
País poderá próximamente ratificar Tratado de Lisboa - embaixador ...
AngolaPress
Luanda – O embaixador da República Checa em Angola, Vladimír Války, disse hoje, em Luanda, que a aprovação do Tratado de Lisboa poderá acontecer dentro dos ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
No quintal de Mobutu
Estadão
O velho, pai e colono português daqueles tempos do regime salazarista, leu n" A Província de Angola que Muhammad Ali e George Foreman se enfrentariam no ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Responsável do MPLA enaltece espírito patriótico da juventude angolana
AngolaPress
Elias Satyamba sublinhou que os jovens angolanos mostraram-se fieis aos interesses da nação na garantia da integridade e soberania do país, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Bispo de Benguela considera evento bênção divina para os angolanos
AngolaPress
Em declarações à imprensa, o prelado católico disse ser bênção divina para os angolanos que há pouco tempo deixaram de viver situações de triste memória que ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
CAN2010 vai trazer ganhos significativos para os angolanos
AngolaPress
Luanda – A realização do Campeonato Africano das Nações em Futebol de 2010 em Angola vai trazer ganhos significativos noutros sectores, além do campo ...
Veja todos os artigos sobre este tópico


Poemas que eu escrevi na areia

outubro 30, 2009 0
Poemas que eu escrevi na areia
I
Meu bergantim, onde vens,
que te não posso avistar?
Bergantim! Meu bergantim!
Quero partir, Poemas que eu escrevi na areia ao mar...

Tenho pressa! Tenho pressa!
Já vejo abutres voando
além, por cima de mim...
Tenho medo... Tenho medo
de não me chegar ao fim.

Meus braços estão torcidos.
Minha boca foi rasgada.
Mas os olhos, estão bem vivos,
e esperam, presos ao Céu...

Que haverá p'ra além da noite?
p'ra além da noite de breu?

Ah! Bergantim, como tardas...
Não vês meu corpo jazendo
na praia, do mar esquecido?...
Esse mar que eu quis viver,
e sacudir e beijar,
sem ondas mansas, cobrindo-o...

Quem dera viesses já...
que vai ficando bem tarde!
E eu não me quero acabar,
sem ver o que há para além
deste grande, imenso céu
e desta noite de breu...

Não quero morrer serena
em cada hora que passa
sem conseguir avistar-te...
Com meu olhar enxergando
apenas a noite escura,
e as aves negras, voando...

II
Meu bergantim foi-se ao mar...
Foi-se ao mar e não voltou,
que numa praia distante,
meu bergantim se afundou...

Meu bergantim foi-se ao mar!
levava beijos nas velas,
e nas arcas, ilusões,
que só a mim me ofereci...

Levava à popa, esculpido,
o perfil, leve e discreto,
daqueles que um dia perdi.

Levava mastros pintados,
bandeiras de todo o mundo,
e soldadinhos de chumbo
na coberta, perfilados.

Foi-se ao mar meu bergantim,
Foi-se ao mar... nunca voltou!

E por sete luas cheias
No areal se chorou...

Alda Lara


Pensar e Falar Angola

VEJAM ISTO!

outubro 30, 2009 0


Pensar e Falar Angola

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Notícias no Google sobre Angola

outubro 29, 2009 0
Notícias no Google sobre Angola
Grupo critica foto de líder angolano em carteiras de identidade
Estadão
LUANDA - A inclusão de um retrato do presidente angolano, José Eduardo dos Santos, nas novas carteiras de identidade do país é "ultrajante" e contraria os ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Embaixadora da Zâmbia garante apoio à selecção angolana
AngolaPress
Luanda - A embaixadora da Zâmbia em Angola, Marina Mukolokota Nsingo, garantiu hoje, em Luanda, o apoio do seu país à selecção nacional de futebol, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Diplomacia angolana em franca afirmação mundial
AngolaPress
Luanda - O embaixador angolano Luís Neto Kiambata afirmou, em Luanda, que a diplomacia angolana está em franca afirmação no contexto mundial, marcada pela ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Embaixador em Angola diz que país não sofre tanto efeitos da crise ...
AngolaPress
Luanda- O embaixador da República Checa em Angola, Vladimír Války, afirmou hoje, em Luanda, que o seu país sofre pouco os efeitos da crise ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Agência Angola Press "apaga 34 velas" sexta-feira
AngolaPress
Luanda - A Agência Angola Press (ANGOP), empresa pública dotada de personalidade jurídica e de autonomia administrativa, financeira e patrimonial, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Angola aprova proposta de orçamento com foco em economia
Agência Lusa
Luanda, 28 out (Lusa) – O Conselho de Ministros angolano aprovou nesta quarta-feira, em Luanda, a proposta de lei do Orçamento Geral do Estado (OGE) para ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Considerado positivo implementação do projecto 'HAMSET' em Angola
AngolaPress
O HAMSET é um programa do Governo de Angola e do Banco Mundial concebido para prevenir e educar as pessoas sobre os perigos da Sida.
Veja todos os artigos sobre este tópico
AngolaPress
Yuri da Cunha realça ganhos da paz em Angola em sete anos
AngolaPress
Roterdão (Do enviado especial) - O cantor angolano Yuri da Cunha realçou esta quarta-feira, na cidade de Roterdão (Holanda), que os sete anos de paz ...
Veja todos os artigos sobre este tópico


Garça-real (Ardea cinerea) na Praia da Caota

outubro 29, 2009 0
Foto: Lusodinos
Pensar e Falar Angola

Dinossauro

outubro 29, 2009 0




Pensar e Falar Angola

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Notícias no Google sobre Angola

outubro 28, 2009 0
Notícias no Google sobre Angola
Filho de Mitterrand é condenado por tráfico de armas para Angola
O Globo
O caso, que ficou conhecido como "angolagate", discorre sobre os 790 milhões de dólares em vendas de armas para o presidente angolano Eduardo dos Santos, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Mesmo após o fechamento da janela, Coritiba deve inscrever angolano
globoesporte.com
O meia angolano Geraldo (na verdade Hermenegildo da Costa Paulo Bartolomeu) teve sua situação regularizada nesta terça-feira e pode receber o aval oficial ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Angola: Grupo Total anuncia descoberta de petróleo em águas profundas
Jornal Digital
Luanda - O grupo Total, através da sua subsidiária angolana Tepa Ltd, ea Sonangol anunciaram a descoberta de petróleo em águas profundas do «offshore» ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Angola procura no Cairo plataforma de entendimento para Genebra
AngolaPress
Luanda - Angola e outros países africanos procuram esta quarta-feira, na cidade do Cairo (Egipto), plataformas de entendimento, a nível continental, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Governo Angolano estupefacto com sentença do tribunal de Paris
AngolaPress
Luanda - O Governo de Angola manifestou-se estupefacto com a sentença do Tribunal de Paris, que condenou cidadãos franceses que em tempo oportuno ajudaram o ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Comité Paralímpico Angolano visita EUA
AngolaPress
Washington – O Comité Paralímpico Angolano (CPA) participou de 21 a 25 do corrente mês, em Washington, Estados Unidos da América, na Gala do Instituto de ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Presidente brasileiro diz que Angola já merecia organização do evento
AngolaPress
Luanda - O Presidente da República Federativa do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva, considerou hoje que Angola merecia já a algum tempo organizar um evento ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Fazenda Mato Grosso em Angola vai produzir uvas de mesa
África 21 Digital
Luanda – A Fazenda Agrícola Mato Grosso Camana, no município da Kibala, província do Kwanza Sul, região centro de Angola, vai produzir, a partir do próximo ...
Veja todos os artigos sobre este tópico


terça-feira, 27 de outubro de 2009

Notícias no Google sobre Angola

outubro 27, 2009 0
Notícias no Google sobre Angola
AFP
Filho de Mitterrand condenado por tráfico de armas para Angola
AFP
PARIS, França — A justiça francesa condenou nesta terça-fera a penas de prisão os cinco principais responsáveis pelo tráfico de armas para Angola, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Galvão Engenharia terá sucursal em Angola
O Globo
SÃO PAULO - A Galvão Engenharia vai abrir uma sucursal em Luanda, Angola, para atuar em engenharia civil, construção pesada e saneamento, entre outras áreas ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Problemas persistem na fronteira entre Angola e Congo
Agência Lusa
Luanda, 27 out (Lusa) - O número de angolanos que deixaram a República Democrática do Congo (ex-Zaire) está próximo dos 50 mil, apesar do acordo alcançado ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Partex descobre petróleo em Angola
Diário Económico
A petrolífera Partex anunciou ter descoberto pela primeira vez petróleo no Bloco 17/06, ao largo da costa angolana. A descoberta foi efectuada no poço ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Contra a perpetuação do mal
O Globo
Quando cheguei em Luanda, em fevereiro de 1991, Angola ainda vivia a guerra civil desatada em 1975 depois que fora abandonada pelos portugueses. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Angolagate: Falcone e ex-ministro francês condenados a prisão efectiva
Expresso
No caso de venda de armas russas a Angola, o "emissário" do Governo de Luanda, Pierre Falcone, foi condenado a seis anos de cadeia e preso na sala do ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
AngolaPress
Corredor angolano na Suíça impedido de competir por falta de licença
AngolaPress
Luanda - O ciclista angolano Márcio Guevara, a residir na Suiça, poderá ficar sem competir por falta de licença que deve ser emitida pela Federação Angolana ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Inapa investe três milhões de euros em Angola
Diário Digital
E será o primeiro do sector a investir em Angola, anuncia a empresa em comunicado. "Com um investimento que poderá ascender aos três milhões euros na ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Diplomata realça disponibilidade de belgas para projectos agro ...
AngolaPress
Luanda - O embaixador da Bélgica em Angola, Daniel Dargent, manifestou, em Luanda, a disponibilidade dos empresários do seu país em apoiarem o ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Livro reúne memória de alunos de liceu pioneiro em Angola
Mundo Português
Pioneiro no ensino secundário em Angola, pelo Liceu Nacional Salvador Correia de Luanda passaram nomes como o do presidente da República de Angola ou do ...
Veja todos os artigos sobre este tópico


Expedição África

outubro 27, 2009 0

O ciclo da água



A maioria dos 16 milhões de angolanos morre esperando por água encanada. E não é que aguarde muito: vive-se em média 41 anos. Um das razões para a vida curta é que só a metade da população tem água com algum tratamento. Outra é o reduzido saneamento (30%), um terreno fértil para as doenças e para a subnutrição (35%).

Falta investimento. É falsa a impressão de que a África é um grande continente seco e quente, imagem reforçada pelos mapas que a apresentam quase sempre na cor amarelada. A faixa próxima do Equador é úmida e com temperaturas amenas. Ou seja, não há escassez de chuvas.

O ciclo da água pode ser dividido em três partes. A coleta em rios ou poços:

Imagen 224

O transporte em baldes e bacias:

Imagen 242

O uso para cozinhar, tomar banho e lavar:

IMG_6811

A Angola é o 162º país quanto ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), elaborado pela ONU para aferir a qualidade de vida. Só 15 nações estão pior colocadas.

http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&pg=1&template=3948.dwt&tipo=1&section=Blogs&p=1&coldir=2&blog=673&topo=3951.dwt&uf=1&local=1

Postado por Rodrigo Cavalheiro às 14h08

Pensar e Falar Angola

Pobreza, água e desigualdade social

outubro 27, 2009 0
Por Nelson Pestana (Bonavena)*

“As populações do país inteiro consideram que a vida delas poderia melhorar muito se tivessem acesso à água potável para as pessoas e, no caso particular do campo, para os animais e para a lavoura”.
- Por Nelson Pestana (Bonavena)*

Mais uma vez, este ano, se assinalou o dia mundial de combate à pobreza. Para o assinalar resolvi fazer uma breve reflexão sobre a situação do acesso à água (potável) que é uma condição fundamental para à vida, para o bem-estar e a saúde das populações e para o desenvolvimento económico e social do país. Há cerca de um ano, escrevi um artigo em que constatava que o acesso à água potável é uma prioridade social pois, a não realização deste direito de cidadania, está estreitamente relacionada com a pobreza e com a vulnerabilidade das populações às doenças, com os altos índices de mortalidade infantil, de doenças diarreicas agudas e outras. Basta ler os relatórios (mesmo os oficiais) ou falar com as pessoas para nos darmos conta disso.

As populações do país inteiro consideram que a vida delas poderia melhorar muito se tivessem acesso à água (potável) para as pessoas e, no caso particular do campo, para os animais e para a lavoura. Mas, infelizmente, apesar de termos um país rico, também em recursos hídricos, a situação vem-se repetindo e os níveis de satisfação dos cidadãos estão longe de ser satisfatórios.

A razão de ser desta situação, de uma fraca e desigual progressão nos índices de satisfação das necessidades das populações em água, tem a ver com a descoordenação das politicas adoptas, com a falta de compromisso dos governantes com estas políticas, com as opções casuísticas que inviabilizam o cumprimento das metas estabelecidas e com um certo desprezo pelo conjunto da população, traduzido também na persistente forte desigualdade de acesso ao precioso líquido, na diferença de qualidade e do seu preço. Paradoxalmente, os mais pobres são aqueles que para além (e por força desta situação) de serem marginalizados na construção de sistemas de abastecimento, são os que pagam a água mais cara do país, pois são abastecidos por terceiros, nomeadamente através dos camiões-cisterna, consumindo assim também a água de menor qualidade. Em verdade, o consumo de água potável, tal como o país, é também profundamente assimétrico e muito desigual, varia em função da situação social e económica de cada família mas também em função do desenvolvimento desequilibrado e despótico do país.

Pelas condições em que as populações vivem as políticas públicas sobre a água deviam ter “carácter de urgência”, sem prejudicar o seu enquadramento na estratégia de desenvolvimento económico e social do país. No entanto, são preteridas em relação a outras prioridades. Não restam dúvidas de que há ligações intrínsecas e inegáveis entre o acesso à água e a saúde das populações, entre o acesso à água e a educação pelo que a política de água, no país, devia merecer a maior atenção da parte dos governantes.

Porém, para além dos baixos níveis de resposta às grandes necessidades da população, constatamos ainda que a política de abastecimento de água é regida por critérios de desenvolvimento separado que não têm nada a ver com os técnicos que a operacionalizam mas com os governantes que tomam as decisões políticas.

Para demonstrar uma tal afirmação, basta olharmos, com olhos de ver, para os dados de uma peça jornalística inserta no semanário Expansão, de 18 de Setembro de 2009, sob o título, “EPAL investe 183 milhões de USD para aumentar capacidade de oferta”. Nela, Juvenis Paulo, o autor da peça, refere que a EPAL tem em curso um programa para “aumentar a captação, produção e distribuição” de água à Luanda. Esse programa está repartido por quatro projectos; três já em curso, que perfazem 183,4 milhões de dólares americanos, e um ainda em fase de aprovação no Conselho de Ministros, no valor estimado de 140 milhões de dólares americanos. Ora, o primeiro projecto, que visa a construção de centros de distribuição e instalação de dez quilómetros de condutas adutoras, destina-se a fornecer água ao Estádio do CAN, ao Campus Universitário e a zona residencial do Camama. O segundo projecto visa o reforço da capacidade da Estação de Tratamento de Água (ETA) de Sudeste e a construção de novos centros de distribuição e de alguns fontanários na zona do Camama. O terceiro projecto visa aduzir água para o Pólo Industrial de Viana, a partir do sistema 1. Finalmente, o quarto projecto visa, na primeira fase, ampliar a captação das ETAs do Bengo e do Candelambro e, na segunda, construir um sistema de distribuição de 120 km, no bairro dos Mulenvos de Cima e ainda implantar 240 fontenários nas zonas de Cacuaco, Viana e Cazenga.

Parece que há uma prioridade no abastecimento de água, pelos meios públicos, às zonas das novas urbanizações, ligadas aos interesses imobiliários do círculo do poder. Mas, qualquer que seja o critério utilizado, parece que para a política de água há cidadãos que tão-somente merecem chafarizes (tal como o colono lhes oferecia) e outros merecem água canalizada, em suas casas. Pelos vistos, para os governantes angolanos, as chamadas zonas residenciais estruturadas são consideradas como fazendo parte da civitas e, por isso, os seus habitantes são considerados cidadãos portadores do direito ao acesso à água potável, nas suas residências. Por outro lado, para esses governantes, os demais cidadãos, moradores nas chamadas zonas não estruturadas, são (des)considerados como não fazendo parte da civitas mas do espaço do indigenato, sem direito ao acesso à água potável, nas suas residências mas tão-somente ao chafariz comunitário.

É claro que em pleno século XXI não podemos aceitar um dito desenvolvimento na base do chafariz por aquilo que esta limitação representa para a saúde pública, para o asseio pessoal, a higiene doméstica, a redução de oportunidades, a carga física e social, nomeadamente em relação às mulheres, às crianças, às jovens meninas, e a perturbação do percurso escolar. Para além de que não é uma solução segura e obriga a muitas reposições, tornando-a dispendiosa. Há que encontrar soluções inovadoras, no espírito da parceria público/privado com as comunidades, de maneira que elas próprias possam contribuir para levarem a canalização final até as suas casas. Temos que ter como meta imediata colocar uma torneira em cada casa, de cada família angolana, acabando com o apartheid social que esta política traduz.

*Cientista político

Publicado inicialmente in jornal AGORA.


Pensar e Falar Angola

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

I gotta feeling

outubro 26, 2009 0



Pensar e Falar Angola

Notícias no Google sobre Angola

outubro 26, 2009 0
Notícias no Google sobre Angola
Crise financeira está superada - diz diplomata em Angola
AngolaPress
Luanda - O embaixador da Coreia do Sul em Angola, Han Jae-Young, disse hoje em Luanda, que a crise económica e financeira está superada no país, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Angola vai ratificar estatutos da Associação Meteorológica em Dezembro
AngolaPress
Luanda – A República de Angola vai aderir e ratificar os estatutos da Associação Meteorológica da África Austral (MASA) só depois de ver ultrapassadas ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Empreendedor belga manifesta interesse em estabelecer parcerias ...
AngolaPress
Ao intervir no acto de abertura do Fórum comercial Angola-Bélgica, o responsável informou que fazem parte da delegação do seu país empresários de sectores ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Inapa investe 3 milhões e inicia actividade em Angola
Diário IOL
A Inapa vai entrar no mercado angolano. Em comunicado, a empresa, que se assume como a primeira do sector a operar naquele país, avança que o investimento ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Championnat d'Angola - 26e et dernière journée: les résultats
Le Monde
Résultats de la 26e et dernière journée du Championnat d'Angola de football, disputée ce week-end. Primeiro Agosto - Académica Soyo 1 - 2 Desportivo Huila ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
FMI: Crescimento do PIB de Angola será quase nulo este ano
Diário Digital
A evolução da economia angolana mostrará um abrandamento drástico este ano, crescendo apenas 0,2%, contra 13,2% em 2008, segundo as previsões de Outubro do ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Portal de Angola, ao serviço do cidadão
AngolaPress
Namibe - O Coordenador Nacional do Portal do Governo, Sequeira Lopes, afirmou hoje (segunda-feira) nesta cidade que, o Portal de Angola foi criado para ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Guitarrista brasileiro realça potencial artístico dos angolanos
AngolaPress
Rimini (Do enviado especial) - O guitarrista brasileiro Ximbinha Mamede considerou domingo, em Rimini, Itália, que os músicos angolanos têm um potencial ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Concurso Miss Angola Benelux realiza-se sábado na Holanda
AngolaPress
Luanda - A gala de eleição da Miss Angola Benelux realiza-se, neste sábado (31), em Dordrecht, Holanda, informa uma nota do sector de imprensa da Embaixada ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Ghana2008 confirma Angola entre "grandes" de África
AngolaPress
Angola precisava provar que a sua participação no mundial da Alemanha em 2006, relegando para a insignificância a favorita Nigéria na sua série, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Expedição África

outubro 26, 2009 0
  • Quarta-feira, 30 de setembro de 2009

    O negrão angolano e outras coisas engraçadas

    O vocabulário utilizado na Angola se parece ao de Portugal, de quem o país foi colônia até 1975. As vogais abertas lembram vagamente o sotaque brasileiro, que chega à África com a mão-de-obra especializada e com os programas de televisão.

    Esta semelhança é mínima, já que algumas expressões usadas na Angola inclusive poderiam gerar confusão se empregadas no Brasil. Confira as imagens:

    Quem pega um trem deve estar atento ao...


    As cervejas, chamadas de "geladas" no Brasil, no co-irmão africano são...


    Uma camiseta dada numa promoção é chamada pelo nome em inglês.


    O telefone celular é designado por uma só palavra.

    Fotos: Rodrigo Cavalheiro

    Tudo pode ser comprado com o cartão de crédito Mwangolé, cuja publicidade é feita ao estilo "melhor porque é nosso".


http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&pg=1&template=3948.dwt&tipo=1&section=Blogs&p=1&coldir=2&blog=673&topo=3951.dwt&uf=1&local=1
Pensar e Falar Angola

domingo, 25 de outubro de 2009

Notícias no Google sobre Angola

outubro 25, 2009 0
Notícias no Google sobre Angola
Segundo lugar no Circuito de Braga motiva piloto angolano
AngolaPress
Luanda - O piloto angolano Sandro Carvalho, segundo classificado do Circuito de Braga em Motociclismo na prova disputada entre 10 e 11 deste mês, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
AngolaPress
Relações económicas entre Angola e Coreia do Sul são excelentes
AngolaPress
Luanda - As relações económicas entre Angola ea Coreia do Sul são excelentes, em função do aumento, nos últimos tempos, do intercâmbio comercial entre as ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Diário de Notícias - Lisboa
Empresas portuguesas lançam 'rua da amizade' em Angola
Diário de Notícias - Lisboa
Projecto-chave na mão da 'casa de sonho' angolana representa investimento de 2,8 milhões de euros. Proposta portuguesa na feira Constrói Angola ganhou ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
PM zimbabweano consulta Presidente angolano sobre situação em Harare
Panapress
Luanda, Angola (PANA) - O primeiro-ministro zimbabweano, Morgan Tsvangirai, terminou a sua visita de cinco horas a Angola que aproveitou para consultar o ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
OPEP admite aumentar a produção em Dezembro
Jornal de Notícias
A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) poderá, na sua reunião de Dezembro, que terá lugar em Angola, decidir-se pelo aumento das quotas de ...
Veja todos os artigos sobre este tópico


Expedição África

outubro 25, 2009 0


Pensar e Falar Angola

Afrikya LAC - 25/10/09 - Podcast semanal

outubro 25, 2009 0

Ágora (87) - Os Fixeiros não são Fixes

outubro 25, 2009 0



Na esteira do que tem acontecido com alguma frequência, acabou por dar à estampa um novo livro, sobre um tema estafado, e que é nem mais nem menos que uma obra menor, com um título pomposo: “Ficheiros secretos da descolonização de Angola”.
A autora, Leonor Figueiredo, inicialmente jornalista do sensacionalista “Correio da Manhã”, e depois do asséptico ” Diário de Notícias”, resolveu fazer um livro, onde ao contrário do que sugere o título, poucos “ficheiros secretos” aparecem, numa de muita benevolência nesta avaliação.
Avultam no livro depoimentos, a maioria dos quais já reproduzidas noutras obras de igual jaez, e alguns relatos de “pesquisas”, que em nada tem a ver com a realidade nalgumas circunstancias, fazendo nalguns casos lembrar o 007, feito pelo inimitável Sean Connery, indiscutivelmente o melhor James Bond de todos.
Há alguns depoimentos interessantes do general Heitor Almendra, esse sim actor importante, de uma determinada fase, da conturbada história de Angola de 1974/75, e a quem se pede, que publique um documento circunstanciado do que se passou nesses tempos, para acabar de vez com algumas hipóteses, que se tem transformado rapidamente em teses, tantas vezes hiperbolizadas.
As razões do aparecimento deste livro, surgem num depoimento da autora a um jornal: “Nunca tinha pensado em pegar no assunto, até que, há uns anos, começaram a ser publicados livros de fotografias de Angola e Moçambique. Eu fiz essa reportagem, e nessa altura, em conversa com a Zita Seabra [editora da Alêtheia], que procurava material sobre as ex-colónias, disse-lhe a brincar: ‘se eu algum dia contasse a história da minha família...’. Diz-me ela: “escreva que eu publico”. E esta pequena conversa veio abrir um cofre que estava fechado a sete chaves, há muitos anos. Nós não mandamos na nossa cabeça, não é? Saltou qualquer coisa e decidi: ‘vou escrever a história do meu pai.’ Eu sempre achei que nós, retornados, e eu odiamos esta palavra , fomos mal compreendidos cá. “. A realidade é que sobre o pai ao longo do livro, os depoimentos são poucos, e do que nos apercebemos é que o leitmotiv vai-se desvanecendo, à medida que o livro vai decorrendo, com partes que não sendo totalmente plagiadas de outras obras já lidas e referenciadas, acabam por ser mais do mesmo.
Um livro para esquecer, e só a grandiloquência do título pode levar algum incauto a adquiri-lo, pois de ficheiros tem muito pouco e de secretos absolutamente nada.
Já que faz afirmações sobre certas pessoas, desprovida de uma enorme sensatez, e nalguns casos até extraordinariamente lesiva do seu bom nome e probidade intelectual e cívica, pois conheço-as bem e há muito tempo, acho que não devo ser condescendente para com a autora.
Para quem leu o livro do Botelho, dos generais Gonçalves Ribeiro, Silva Cardoso e Amaro Bernardo, escusa de ler este, pois é uma síntese francamente má de todos esses.
Já que o assunto é presumivelmente livros, aconteceu-me recentemente passar num alfarrabista e comprei um policial da “Regra do Jogo”, editado em 1984, “A Morte do Artista”, de Artur Cortez, pseudónimo do escritor Modesto Navarro. Este policial tem a particularidade de ter no seu enredo, a versão romanceada do processo instrutório do “processo Kamanga”, que marcou a justiça angolana na primeira metade da década de 80.
Ainda no mesmo alfarrabista, adquiri um verdadeiro romance, com ficheiros secretos e morte à mistura, que pelos vistos tem escapado a tanto escriba, que de um momento para o outro apareceram qual cogumelos em caules de árvores. O livro chama-se Secret Mission: Angola, da autoria de um tal Don Smith, e foi publicado no longínquo 1970, editado simultaneamente pela Award Books em New York, e Tandem Books em Londres. Uma pérola sobre a “guerra fria” em África nos anos 60.
Houve alguém que disse, que só a abundância de livros maus, é que valoriza os poucos livros bons!
Fernando Pereira
7/9/09
Pensar e Falar Angola