A Efeméride Nacional

11 DE NOVEMBRO DE 1975

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Os Palankas ao trabalho

Geraldo poderá trazer muita coisa à selecção - Lito Vidigal 

Angop
Técnico da selecção nacional
Técnico da selecção nacional

Luanda – O futebolista angolano Geraldo, que actua no Curitiba da primeira divisão brasileira, tem futuro promissor e "poderá trazer muita coisa boa" à selecção nacional, afirmou hoje, o técnico dos Palancas Negras, Lito Vidigal.
 
Em conferência de imprensa, num hotel de Luanda, a propósito do jogo de sábado frente a congénere da Guiné Bissau, o treinador disse desconhecer os motivos da ausência do atleta, uma vez que foi convocado para esta partida.
 
Ressaltou que o jogador tem pela frente muitos anos de selecção, mas a sua imposição vai depender do trabalho efectuado no clube e na equipa nacional quando for convocado.
 
Sem se alongar muito sobre o assunto, o técnico disse que vai aguardar por uma justificação por parte do atleta e informou que tentou contactá-lo, mas não teve êxito.
 
Geraldo é o único ausente dos eleitos para “operação” Guiné Bissau.
 
Lito Vidigal comentou que convoca sempre jogadores que pensam no colectivo em detrimento do individual e que prefere não fazer grandes alterações, em termos de convocatória, para poder criar automatismo no grupo.
 
Questionado sobre a ausência de Dominique Kivuvu, uma vez que, segundo o jogador, o seleccionador havia garantido a sua convocatória, Lito Vidigal explicou que contactou o atleta apenas para saber do seu estado de saúde para os futuros compromissos.
 
Eis os jogadores:
 
Wilson, Kali, Mingo Bille, Dany Massunguna, Amaro (1º de Agosto), Miguel, Chara, Mabiná e Love Kabungula (Petro de Luanda), Neblú (ASA), Osório (Recreativo da Caála) e Fabrício (Interclube), André Makanga (Sport Clube Jaqhra do Koweit), Mateus Galiano (Nacional da Medeira de Portugal), Dedé e Marco Airosa (Ael Limassol do Chipre).
 
Completam a lista Manucho Gonçalves (Valladolid de Espanha), Djalma Campos (FC Porto de Portugal), Geraldo (Curitiba do Brasil), Gilberto (Liers da Bélgica), Zuela (Atromistos da Grécia), José Vunguidica (Preuben Munster da Alemanha), Flávio Amado (El Shabad Arábia Saudita) e Carlos, sem clube.




Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário