A Efeméride Nacional

11 DE NOVEMBRO DE 1975

sexta-feira, 22 de julho de 2011

ADRA - XVIª. ASSEMBLEIA GERAL



ACÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL E AMBIENTE                                                                                     



A PROMOVER A PAZ E O DESENVOLVIMENTO RURAL
Mais de *20 Anos*

XVIª. ASSEMBLEIA GERAL 

ORDINÁRIA

COMUNICADO DE IMPRENSA

A política agrícola e rural que vem sendo seguida no país, ao não contribuir para a criação massiva de empregos e de outros factores de atractividade nas zonas rurais, está a acelerar o abandono das populações, principalmente dos jovens, das suas localidades para os centros urbanos, pelo que é urgente a tomada de medidas para inverter este quadro, que aprofunda as desigualdades e pode gerar focos de instabilidade social no País. Esta foi uma das principais constatações da 16ª Assembleia Geral Ordinária da ADRA realizada em Luanda no dia 16 de Julho de 2011, e que contou com a participação de 35 membros provenientes de diferentes pontos do país.
Na mesma ocasião aprovou o Plano Estratégico (PE) da organização para o período 2012 – 2016. Este documento realça que no tocante “ao seu posicionamento público e sobre as políticas, a ADRA deverá continuar a ter uma atitude construtiva e de diálogo com o poder político, procurando realizar acções conjuntas, mantendo sempre a sua autonomia e uma postura de crítica clara perante casos de violações de Direitos Humanos, atropelos à lei e à ética. Mantém os fundamentos da razão de ser da ADRA, mas estabelece a necessidade de a organização tornar mais visível o seu posicionamento público em relação às políticas públicas. Continuará a intervir directamente nos 22 municípios onde já trabalha, e deverá tirar maior proveito da sua implantação no país para procurar influenciar a formulação, implementação e avaliação dos Programas Municipais Integrados de Desenvolvimento Rural e Combate a Pobreza.” 
Finalmente, a Assembleia Geral elegeu, por voto secreto, os novos órgãos sociais (Mesa da Assembleia, Conselho Directivo e Conselho Fiscal) para o triénio 2011-2014. Guilherme Santos foi eleito Presidente do Conselho Directivo para cumprir um segundo mandato de três anos, e aprovou por unanimidade, a acta da 15ª Assembleia Geral, o relatório anual (2010) do Conselho Directivo da ADRA, o relatório do Conselho Fiscal e as contas do exercício de 2010.
Luanda, aos 16 de Julho de 2011



original aqui

Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário