quinta-feira, 5 de março de 2009

As tribos de Omo








As tribos do Omo.
Nos confins da Etiópia, a séculos de modernidade, Hans Sylvester fotografou durante seis anos tribos onde homens, mulheres, crianças, pessoas idosas são génios de uma antiga arte. Eles têm o génio da pintura, e os corpos de dois metros de altura são uma grande tela. A força da sua arte reside em três palavras: os dedos, a velocidade e a liberdade.
Eles simplesmente mergulham os dedos na argila, e em dois minutos sobre o peito, peitos, púbis, pernas, fazem nascer arte comparável a Miró, Picasso, Pollock, Tàpies, Klee ...


Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário

Monumento em homenagem ao soldado desconhecido

23 Setembro de 2017 | 12h00 - Política Luanda - Um monumento em homenagem ao soldado desconhecido, erguido na zona baixa da cidade de L...