A Efeméride Nacional

11 DE NOVEMBRO DE 1975

domingo, 15 de janeiro de 2012

Hoje é Dia dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria


Luanda - Os angolanos comemoram hoje, 15 de Janeiro, pela primeira vez, o Dia Nacional dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, instituído e aprovado pela Assembleia Nacional durante a sua primeira sessão plenária extraordinária de 2011.

Com 170 votos a favor, 21 contra e duas abstenções, a Assembleia Nacional institucionalizou o 15 de Janeiro como data de celebração nacional, cabendo às instituições afins do Estado prestar toda a dignidade que a efeméride merece.

 
Para a definição do dia foi realizado um processo abrangente que teve em consideração a adopção de uma data de relevante significado para os antigos combatentes e veteranos da pátria, sobretudo consensual.

 
Deste processo, resultou a opção pelo 15 de Janeiro, dia que, em 1974, foram assinados os Acordos de Alvor pelos três movimentos de Libertação Nacional (MPLA, UNITA e FNLA).

 
Contudo, o ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Kundi Paihama, considera que a aprovação da Lei, que institucionaliza a data, constitui um passo importante para a valorização daqueles que prestaram o seu contributo para que o país se tornasse independente.

 
Para o efeito,  o Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria procedeu a abertura, em Luanda, no dia 11 de Janeiro,  das jornadas comemorativas a data.

 
As festividades decorrem sob o lema “Velar pelos antigos combatentes e veteranos da pátria é um dever de honra do Estado e da sociedade angolana”.

 
O Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria tem 167.313 assistidos recenseados e sob controlo, dos quais 28.407 deficientes de guerra, 65.798 familiares de combatentes que faleceram.


No que se refere à protecção no ensino, segundo o ministro Kundi Paihama,  7.146 filhos de antigos combatentes e deficientes de guerra e órfãos de combatentes estão enquadrados em estabelecimento de ensino geral, médio e superior e 48 beneficiaram do sistema de bolsas de estudos internas.



Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário