A Efeméride Nacional

11 DE NOVEMBRO DE 1975

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS SUCEDERÁ A JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS.


por Sérgio Conceição a Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011 às 18:52
Quando na semana passada um jornalista do jornal português Expresso perguntou a José Eduardo dos Santos se seria o cabeça de lista do seu Partido para as próximas Eleições e este respondeu "que essa é uma decisão que cabe ao MPLA, mas que como militante histórico, está naturalmente disponível para aceitar a decisão do partido" o Presidente acabou por revelar o segredo mais bem guardado pelo MPLA e pelo próprio Executivo angolano.

JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS DISSE NAS ENTRELINHAS QUE SERIA O NOVO CABEÇA DE LISTA DO SEU PARTIDO, AFASTANDO COM ESTA AFIRMAÇÃO "QUALQUER HIPOTESE DE AFASTAREM-NO" JÁ DO PODER.

Faz sentido dos Santos suceder-se a si mesmo? Faz.
Porque?
Porque em função de todos os poderes que o Presidente da República tem e que lhe foi acrescentado pela Constituição aprovada no ano de 2010, José Eduardo só largaria a presidência se estivesse muito doente (física ou mental).
___________
Deixar o poder na mão de alguém da sua confiança pode ser uma espécie de faca de dois gumes. Ou seja para já pode até ser bom para dos Santos e sua cúpula (incluindo família) mas a médio e longo prazo quem garante que este homem de sua inteira confiança não lhe venha futuramente sacudir o tapete e manda-lo mostrar toda sua "massa" e como conseguiu? Ou ainda mesmo, quem garante que os muitos poderes que o seu sucessor venha a ter não possa dar-lhe a volta a cabeça, e em conivencia com alguns"amigos" externos mandar dos Santos para um Tribunal (depois de uma revisão da Constituição) ir responder por alguns crimes que entretanto este sucessor arquitectar? (querem exemplo?).
____________
São apenas dois os cenários que aqui apresento e que deixam-me cada vez mais convicto que sucessor de JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS SERÁ NADA MAIS NADA MENOS, QUE O PROPRIO JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS.
Ademais não acredito que Dos Santos perderá a primeira grande oportunidade de ser legitimamente o Presidente deste país e de uma vez por todas calar a boca daqueles que insistem em dizer que nunca foi eleito.

Se eu estiver enganado, em Janeiro faço mea culpa.








Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário