A Efeméride Nacional

11 DE NOVEMBRO DE 1975

sábado, 24 de novembro de 2012

Dia do Educador - Sim, Não, Talvez


(hoje no jornal Independente - Luanda)
UNITA SAÚDA DIA DO EDUCADOR
Mais uma vez UNITA se dividiu em duas.
Saúda não saúda. Grande confusão.
A causa?
O Dia do Educador, lançado pelo Presidente Agostinho Neto no dia 22 de Novembro de 1977, quando começou a alfabetização na nossa República.
Pensei que a oposição ia ignorar ou então ia dizer que em Angola não tem educação, nem educador nem educandos.
Me enganei.
Muitas horas depois de discussão educador para aqui educador para ali, essa data é do M, não é nossa, se vamos falar vão dizer que afinal não somos oposição não somos nada, Kamalata sem gostar nada, fingindo dormir se deseducando, a Casa já falou? Antecipamos, não é verdade?
E radicais, não, vão nos entender mal, parece somos educadores do M.
E moderados, se não saudarmos vão dizer que não gostamos dos educadores e os educadores não vão votar em nós nas autárquicas.
E mais moderado ainda, tem mais, educador vai dizer nos alunos a Unita não saudou, os jovens não vão gostar…
Mas foi o Agostinho Neto que lançou a data… diz um radical kamalatiense.
E logo agora que Alcides Sakala foi na RNA discutir com Loló Kiambata, parece aquela coisa da Unita integrante que falava mais velho Savimbi, estão-se integrando, venham na Jamba que eu vos digo…
Surpresa, saiu comunicado, vou transcrever com aspas para jornalistas e políticos não ficarem dizendo que manipulei: «apesar dos esforços que o Executivo tem desenvolvido no domínio do alargamento das infraestruturas ligadas ao sector da educação no país, a componente humana deve ser a pedra fundamental e o foco das atenções de todo e qualquer investimento, para que a gestão das infraestruturas e os níveis de ensino do homem Angolano estejam à altura dos desafios da globalização e permitam atingir as metas do milénio.»
Parece comunicado do Executivo, minha Nossa Senhora da Muxima!
Porque o Executivo nunca dá vivas só, informa do que faz, das dificuldades, dos problemas, exortando toda a sociedade angolana a fazer parte da solução, a não fazer só lixo mas a varrer também, o Executivo tem plano a curto a médio e a longo prazo mas os problemas são muitos em todo o lado, de Cabinda ao Cunene em todas as comunas e bairros do país.
O esforço do Executivo, como reconhece a Unita, é grande, tem alfabetização em todo o lado, ensino primário secundário técnico, tem universidade pública e privada em toda a Angola, sim problema é professores porque ainda não houve tempo de formar, à falta e carência, a guerra acabou faz só dez anos, muitos países que nunca tiveram guerra têm falta de professores…
Comunicado nem parece que a Unita tem aquele governo-sombra, na kilembeketa da mulemba, deita abaixo.
Este comunicado é comunicado de viva o Executivo, precisa de componente humana sim, estamos aqui Pinda Simão.
E eu vim falar para a Unita não ter vergonha nem complexo, se inclua, se integre no esforço da nação, não critique só.
Undululu Filipe




Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário