Jornada cultural em Madrid encerra com Companhia de Dança Contemporânea

DANÇA CONTEMPORÂNEA
FOTO: JOAQUINA BENTO
Numa noite que levou ao Teatro Reina Victoria apreciadores das danças contemporâneas, entre angolanos e espanhóis, a companhia angolana mostrou em palco o resultado de um trabalho de longos anos, fruto da persistência de uma coreografa (Ana Clara Guerra Marques) que tudo tem feito em prol da dança.
Em pouco mais de duas horas de exibição deixou em palco o cheiro de uma simbiose sincronizada entre a dança e a música, numa inspiração das tradições do sul de Angola.  
Visivelmente satisfeito com o resultado do que viu em palco, o embaixador de Angola em Espanha, Victor Lima, disse à Angop e a Rádio Nacional de Angola ter ficado bastante impressionado, pois não esperava tal façanha de uma companhia de dança contemporânea nacional.
“Muito sinceramente não esperava tal façanha, mas estou bastante satisfeito. Foi bom ver angolanos a exibirem-se com tal mestria em palco”, disse.
Relativamente a jornada, o embaixador afirmou ter sido positivo, pois serviu para se mostrar aos espanhóis o real valor da cultura angolana.
“É uma jornada com resultados positivos. Serviu para divulgar a cultura angolana no estrangeiro e reuniu a comunidade angolana”, realçou.
O fórum “ Angola: internacionalização da arte e cultura” foi uma iniciativa que visou reforçar as relações bilaterais entre a República de Angola e o Reino de Espanha, no domínio das Artes e da Cultura, bem como estimular o intercâmbio de experiências entre empresários culturais espanhóis e angolanos.  
ANGOP

Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Faleceu José Manuel Frota

ELOGIO FUNEBRE Elaborado pela família de JOÃO BAPTISTA DE CASTRO VIEIRA LOPES

Exames de Acesso 2018 - Universidade Agostinho Neto