Mel Gambôa no teatro

Pensar e Falar Angola

Na continua senda de querer fazer teatro de qualidade em Angola são criadas cada vez mais sinergias para que tal aconteça, pelo que, falo hoje sobre a peça teatral a <<Orfã do Rei>> de José Mena Abrantes, um monólogo com Mel Gambôa e Encenação e Direcção de HenriqueArtes.

Sinopse:

"A história narra a luta que Beatriz Constância trava consigo quando em 1593 chega de navio a luanda aonde é uma das primeiras doze orfãs do Rei, jovens portuguesas criadas em asilos reais que ao atingirem a idade nubil, recebiam um dote e um marido com emprego garantido no funcionalismo público em Africa. Durante toda a primeira parte do seculo XVII, foi este sistema que permitiu a existencia das mulheres brancas em Angola.

Uma peça repleta de emoções e de um desabafo arrepiante onde é intepretado pela actriz angolana Mel Gambôa em 45 minutos de um extraordinario momento teatral."

A peça encenada e dirigida por Flávio Ferrão director do grupo HenriqueArtes que leva assim a terceira estreia do HenriqueArtes este ano, com uma nota bastante positiva e desafiadora que é montar um texto do dramaturgo José Mena Abrantes, visto que o HenriqueArtes até a presente data só montara textos de criação de Flávio Ferrão.

O espectáculo será apresentado no mês de Outubro nos dias: 5,6,7,12,13,14,19,20,21; todas as sextas ,sábados e domingos, apartir das 20h30 minutos na sala do Elinga Teatro junto a sede do BPC.

Sobre o grupo HenriqueArtes:

O grupo HenriqueArtes foi vencedor do prémio de Teatro Cidade de Luanda em 2004 e em 2010, segundo classificado do mesmo evento em 2005 e 2007 tendo ainda conquistado categoria de melhor actor e actriz em 2005 e 2010.

Ainda em 2011 teve uma participação no Festlip no Rio de Janeiro onde foi considerado grupo revelação pela crítica popular do referido evento.
Com varias participações a nivel internacional e nacional é um dos melhores grupos da nova vaga fundado em 26 de Outubro de 2000 na sede do colegio Henriques em Luanda. É tambem um dos grupos de teatro mais promissores segundo a mídia. 

Sobre a actriz Mel Gambôa:

Iniciou-se no teatro em 1997 no grupo Horizonte Nzinga Mbandi, passou por uma companhia de teatro infanto-juvenil espanhola "Los Sobrinos del Mago de Oz" durante a sua estância em Madrid e desde 2007 faz parte do grupo de "Elinga Teatro". Com experiência na televisão em produções de ficção e não ficção também tem dado os seus primeiros passos no cinema. Já fez parte de várias tournês de teatro a nível internacional como: FestLip (Rio de Janeiro), Festival de Teatro de Curitiba (Paraná) ambos no Brasil e MITO (Mostra Internacional de Teatro de Oeiras - Portugal) para citar alguns. Em Cape Town como parte de um elenco de actores sul-africanos apresentou "Feeling Bodies" de Nicol Richie o seu último trabalho anterior a este, que estreia em monólogo, "A Orfã do Rei". http://pt.wikipedia.org/wiki/Mel_Gambôa

Sobre o autor José Mena Abrantes:

É um jornalista, dramaturgo, director e escritor de ficção, teatro e poesia angolano. Autor de mais de 14 peças teatrais e de ensaios sobre o teatro e cinema angolanos, entre elas "Amêsa ou a Canção do Desespero", "Kimpa Vita - a Profetisa Ardente", " A revolta da casa dos ídolos", "A Orfã do Rei" e muitos mais. Dirige o grupo Elinga Teatro desde 1988 e é um participante regular dos festivais internacionais de teatro em Africa, America e Europa. Foi juntamente com o seu grupo homenageado no Mindelact XVIII (18º Festival de Teatro de Mindelo - 2012) em Cabo-Verde. http://pt.wikipedia.org/wiki/José_Mena_Abrantes



Reservas e informações: 914 30 61 64 / 923 69 69 60
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Faleceu José Manuel Frota

ELOGIO FUNEBRE Elaborado pela família de JOÃO BAPTISTA DE CASTRO VIEIRA LOPES

Exames de Acesso 2018 - Universidade Agostinho Neto