sábado, 6 de outubro de 2012

Mel Gambôa no teatro

Pensar e Falar Angola

Na continua senda de querer fazer teatro de qualidade em Angola são criadas cada vez mais sinergias para que tal aconteça, pelo que, falo hoje sobre a peça teatral a <<Orfã do Rei>> de José Mena Abrantes, um monólogo com Mel Gambôa e Encenação e Direcção de HenriqueArtes.

Sinopse:

"A história narra a luta que Beatriz Constância trava consigo quando em 1593 chega de navio a luanda aonde é uma das primeiras doze orfãs do Rei, jovens portuguesas criadas em asilos reais que ao atingirem a idade nubil, recebiam um dote e um marido com emprego garantido no funcionalismo público em Africa. Durante toda a primeira parte do seculo XVII, foi este sistema que permitiu a existencia das mulheres brancas em Angola.

Uma peça repleta de emoções e de um desabafo arrepiante onde é intepretado pela actriz angolana Mel Gambôa em 45 minutos de um extraordinario momento teatral."

A peça encenada e dirigida por Flávio Ferrão director do grupo HenriqueArtes que leva assim a terceira estreia do HenriqueArtes este ano, com uma nota bastante positiva e desafiadora que é montar um texto do dramaturgo José Mena Abrantes, visto que o HenriqueArtes até a presente data só montara textos de criação de Flávio Ferrão.

O espectáculo será apresentado no mês de Outubro nos dias: 5,6,7,12,13,14,19,20,21; todas as sextas ,sábados e domingos, apartir das 20h30 minutos na sala do Elinga Teatro junto a sede do BPC.

Sobre o grupo HenriqueArtes:

O grupo HenriqueArtes foi vencedor do prémio de Teatro Cidade de Luanda em 2004 e em 2010, segundo classificado do mesmo evento em 2005 e 2007 tendo ainda conquistado categoria de melhor actor e actriz em 2005 e 2010.

Ainda em 2011 teve uma participação no Festlip no Rio de Janeiro onde foi considerado grupo revelação pela crítica popular do referido evento.
Com varias participações a nivel internacional e nacional é um dos melhores grupos da nova vaga fundado em 26 de Outubro de 2000 na sede do colegio Henriques em Luanda. É tambem um dos grupos de teatro mais promissores segundo a mídia. 

Sobre a actriz Mel Gambôa:

Iniciou-se no teatro em 1997 no grupo Horizonte Nzinga Mbandi, passou por uma companhia de teatro infanto-juvenil espanhola "Los Sobrinos del Mago de Oz" durante a sua estância em Madrid e desde 2007 faz parte do grupo de "Elinga Teatro". Com experiência na televisão em produções de ficção e não ficção também tem dado os seus primeiros passos no cinema. Já fez parte de várias tournês de teatro a nível internacional como: FestLip (Rio de Janeiro), Festival de Teatro de Curitiba (Paraná) ambos no Brasil e MITO (Mostra Internacional de Teatro de Oeiras - Portugal) para citar alguns. Em Cape Town como parte de um elenco de actores sul-africanos apresentou "Feeling Bodies" de Nicol Richie o seu último trabalho anterior a este, que estreia em monólogo, "A Orfã do Rei". http://pt.wikipedia.org/wiki/Mel_Gambôa

Sobre o autor José Mena Abrantes:

É um jornalista, dramaturgo, director e escritor de ficção, teatro e poesia angolano. Autor de mais de 14 peças teatrais e de ensaios sobre o teatro e cinema angolanos, entre elas "Amêsa ou a Canção do Desespero", "Kimpa Vita - a Profetisa Ardente", " A revolta da casa dos ídolos", "A Orfã do Rei" e muitos mais. Dirige o grupo Elinga Teatro desde 1988 e é um participante regular dos festivais internacionais de teatro em Africa, America e Europa. Foi juntamente com o seu grupo homenageado no Mindelact XVIII (18º Festival de Teatro de Mindelo - 2012) em Cabo-Verde. http://pt.wikipedia.org/wiki/José_Mena_Abrantes



Reservas e informações: 914 30 61 64 / 923 69 69 60
Enviar um comentário

Dia do Herói Nacional

Pensar e Falar Angola