A Efeméride Nacional

11 DE NOVEMBRO DE 1975

domingo, 22 de junho de 2014

Toque retira Sá Silva da luta pelo pódio num fim-de-semana histórico

Toque retira Sá Silva da luta pelo pódio num fim-de-semana histórico


Luís Sá Silva saiu hoje na Pole Position e apesar do arranque brilhante foi afastado 
da pista pelo piloto da Jenzer Motosport, Mathéo Tuscher. O choque com o suiço
obrigou-o a sair do traçado e a concluir a prova na 22ª posição. Sá Silva fez hoje
história, sendo o primeiro angolano a sair na primeira posição numa competição
internacional.

Depois do oitavo lugar conseguido na Corrida 1 ter dado direito a sair na pole da Corrida 2, graças
ao critério da grelha invertida, Sá Silva fez um bom arranque e conseguiu manter a liderança até
ser abalroado por Tuscher. O angolano ainda regressou ao traçado, depois de passar pelas boxes e
terminou a prova no 22º lugar.

«Fico triste porque sei que o acidente podia ter sido evitado, talvez o Tuscher tenha sido um
pouco ambicioso, mas sei enquanto piloto profissional que esses incidentes acontecem. Fazem
parte! De qualquer forma foi um fim-de-semana positivo, fiz um bom arranque, aguentei a
pressão e defendi o meu lugar, que foi a estratégia definida pela equipa. A ideia era aguentar as 
duas primeiras voltas e depois tentar abrir um pouco a distância e impor o meu ritmo. Contudo
na terceira curva sofri o toque e acabei mesmo por sair de pista. Passei pelas boxes, troquei os
pneus e acabei a corrida. Agora já só penso na próxima prova, onde queremos repetir os bons
resultados e aproveito para agradecer o apoio dos angolanos, é sempre bom sentir que estão
comigo e que acreditam no meu potencial!», declarou o piloto. Focado já no próximo desafio está o treinador Nuno Pinto, que acredita no início de uma fase 
importante na carreira do piloto, cuja evolução tem sido notória, e numa época muito positiva.

«É evidente que estamos desapontados com o desfecho da corrida mas muito contentes com o
desempenho do Luís. Ele fez tudo o que devia fazer, seguiu a estratégia da equipa e mostrou as
suas capacidades. O acidente foi considerado um «acidente normal de corrida», mas fica a
certeza da evolução do Luís e hoje com o ritmo que tínhamos, pelo menos um lugar no pódio era
claramente possível. Vamos continuar a trabalhar e tentar dar mais alegrias a todos os nossos
apoiantes que hoje certamente sofreram tanto como nós».


Foi um fim-de-semana muito importante para o piloto, que voltou a dar provas do seu progresso,
pontuando pela primeira vez na GP3 Series.


A GP3 regressa no fim-de-semana de 5 e 6 de Julho, em Silverstone, onde Sá Silva vai dar o «tudo
por tudo para continuar a somar pontos e alegrias».


Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário