Pesquisar neste blogue

domingo, 5 de janeiro de 2014

Releitura antropológica sobre Angolanidade


  • Releitura antropológica sobre Angolanidade
    Patrício Batsîkama

    Introdução
    Há uma ideia segunda a qual a “angolanidade” seria um tema polémico, o que desencoraja muita gente saber dela, e alguns estudiosos evitam reflectir nela. Ora, a “República” de Platão foi uma polémica; “O Capital” de Karl Marx suscitou polémicas… Galileu antropomorfizou uma grande polémica, e ficamos saber hoje que “a Terra gira a volta do Sol”. Por isso, resolvi fazer uma releitura sobre este conceito, e as minhas reflexões balizar-se-ão na antropologia.

    Problema e proposta metodológica
    Desde a sua concepção, a Angolanidade sempre foi associada as grandes reflexões dos literários: suscitou muitas polémicas, como é óbvio. Tratava-se de reflexões de alguns angolanos – fazendo parte da elite – através os seus romances.
    Interessa-me agora trazer uma outra proposta que consiste em: (i) desconstruir a angolanidade; (ii) procurar saber junto dos próprios angolanos as suas impressões sobre ela. Dai, o título da minha comunicação: “Releitura antropológica sobre Angolanidade”.

    Definição
    Martin James propõe uma definição interessante que me importa partilhar convosco (James, 2004: 8):
    “Angolanness (angolanidade): The concept of what constitutes the Angolan nation. Angolanness is many things to many people, but it implies social consensus about nation-building and norms of governance that embrace all, regardless of background, social standing, political affiliation, or ethnicity. Angola has to create this environment for people to consider themselves Angolan rather than attach loyalty to some other moniker”.

    Desta definição, reter-se-á o seguinte:
    (1) Conceito do que constitui a nação angolana;
    (2) Significação variável, consoante diferentes pessoas;
    (3) Consenso social sobre a construção da nação e forma de governação que leva as populações considerar-se Angolanos.

    Desconstrução de angolanidade
    Na literatura, três termos giram a volta da angolanidade: (i) nação; (ii) nacionalidade; (iii) nacionalismo. Eu penso não voltar a tocar sobre a literatura, mas vou lançar os primeiros resultados que consegui sobre estes conceitos junto do universo angolano inquirido.
    Fiz, durante quase oito meses, pesquisa de campo em todas as províncias de Angola. Fiz questão de escolher os meus inquiridos, de acordo com a sua pertença ao grupo social (não vou aqui falar das etnias, que exclui uma camada social considerável angolana) e, sobretudo, a densidade populacional. Foram 1843 inquéritos, e reduzi para 1750, que corresponderia a 0,0001% da população global angolana (dados de 2009/2010). Durante três anos andei a verificar o comportamento das respostas, reflectir nestas respostas, tentar compará-las… para perceber se os Angolanos se consideram, por si, Angolanos de uma nação.

    As respostas
    Em relação as respostas, eis o que verifiquei:
    (1) Nação, Estado nação (Será Angola uma nação?):
    • Sim: 36,8%
    • Não: 38,91%
    • Não responde: 24,28%

    De salientar que, em relação ao termo nação, a maior parte dos inquiridos não mostrou dominar o conceito, por um lado. Por outro, eles atribuem a nação os conceitos de país consoante entendem não de forma clássica, mas também consoante as cosmogonias onde são oriundas as pessoas. Contudo, a maioria acha que Angola ainda não é uma nação, por duas razões: (i) não se revejam com o governo actual; (ii) as suas misérias são resolvidas pelo Estado.
    Interpreto estes dados, simplesmente, da seguinte forma: a maioria dos Angolanos vive na pobreza, e se sente marginalizada pelo programa do Estado (governo actual). Os que povoam os meios rurais desconhecem, a maioria, o plano do Estado.

    (2) Nacionalidade (pertença à uma nação):
    • Falar línguas nacionais/Tradições/nascer em Angola: 65,42%
    • Ter pai/mãe angolanos: 32,62%
    • Não sabe/responde: 1,71%

    Estas respostas indicam a distribuição demográfica angolana: (i) a maioria opta pelo Jus sanguinis (rural); (ii) uma minoria se limitaria a Jus Solis (urbano). Caberia, para accionar um programa de nação, definir o urgêente desenvolvimento rural e aproveitamento dos valores que ainda estão nestes meios (rurais).

    Em relação ao nacionalismo, recomendo sos seguinte livros: (1) ANDRADE, M.P., (1997), Origens do nacionalismo africano. Continuidade e ruptura nos movimentos unitários emergentes da luta contra a dominação colonial portuguesa; (2) BENDER, G.J., (2009), Angola sob o domínio português. Mito e realidade; (3) MUEKALIA, J., (2010), Angola: A segunda revolução. Memórias da luta pela democracia; (4) N’GANGA, J.P. (2008), O pai do nacionalismo angolano. As memórias de Holden Roberto, Volume I. 1923-1974; (5) ROCHA, E. (2009), Angola. Contribuição ao Estado da génese do nacionalismo moderno angolano. (Período de 1950 a 1964) Testemunho e estudo documental.

    Comparando
    Os dados dos nossos inquéritos indicam que existe uma diversidade populacional que, apriori, aceita pertencer a um mesmo pais (terra): Angola. Ela difere, sobremaneira, nas definições de pertença a este país (nação).
    O que nos apresenta a Literatura angolana é, na minha humilde opinião, aquilo que eu chamo “angolanidade apriorística”. É a primeira teorização, sob eminentes figuras como Agostinho Neto, Mário Pinto de Andrade, Ndunduma Costa Andrade, Viriato da Cruz, etc. Curiosamente, todos eles pertenciam ao MPLA. Num recente trabalho de Doutoramento, da Ana Lúcia de Sá, a maioria do corpus utilizado da Literatura em Angola, é oriunda do MPLA, salvo um único autor oriundo da UNITA. Será que a teorização da angolanidade é da exclusiva responsabilidade do MPLA?
    Acho que não, mas reconheçamos que tudo terá começado com pensadores oriundos do MPLA. De salientar que, no terreno, pude verificar outras formas de angolanidade: (i) angolanidade rizomática (baseada, quase exclusivamente, nos valores africanos tradi-modernos); (ii) angolanitude (baseada na negação de toda submissão perante os valores oriundos de Norte angolano).

    Projecto de nação
    Tradicionalmente, temos duas grandes teorias sobre a nação: (i) Kulturnation; (ii) Staatsnation. De acordo com a primeira, o suporte cultural de uma “NationalStaat” (nação orgânica) deve derivar de todas forças sócio-culturais, e não uma mera imposição elitista sobre valores refinados. Para a segunda, só é possível falar de Estado-nação quando há uma Assembleia que representa todas as forças sócio-políticas com a Constituição aprovada por todas elas (Emmanuel Sieyes). O que se diria de Angola?
    De ponto de vista Kulturnation, realiza-se um Simpósio sobre a Cultura Nacional. A terceira e última edição ocorreu em 2006, e das orientações deste Simpósio, estamos ainda longe… passados hoje mais de 13 anos. Recentemente as línguas angolanas adquiriram uma “cidadania” na Assembleia Nacional, mas ainda faltam política da sua rentabilização. 
    De ponto de vista Staatsnation, Angola aprovou recentemente uma Constituição. Apesar de ser, no meu ponto de vista, uma Constituição que vela pela Justiça Social, pela distribuição das riquezas, pela cobertura educacional, sanitária… do cidadão me parece que ela foi aprovada com a maioria, mas sem a presença da Oposição.

    Angolanidade: o “feito” e o “por fazer”
    Na Literatura existe alguma coisa, desde os romances até estudos dos académicos (Luís Kandimbo; José Venâncio; Francisco Soares). Mas a literatura é apenas um campo ínfimo para se falar da angolanidade. Das minhas humildes recolhas no campo, percebi-me dos comportamentos que geralmente a Literatura não aborda: visão rizomática ou negação pós-apriorística, ou ainda a postura aposteriorística, etc.
    O que se pode fazer, por exemplo, no enriquecimento deste conceito de “angolanidade” consiste nos estudos históricos, antropológicos, filosóficos, em ciências políticas… para dar sequência aos estudos iniciais sociológicos que Mário Pinto de Andrade, Victor Kajibanga e Paulo de Carvalho fizeram.

    Conclusão
    Angolanidade ainda é útil para reflectir e discutir sobre as várias formas de construir Angola – como Estado-nação – de forma idiossincrática às nossas realidades. Não devemos fugir da polémica, mas sim instrumentalizar metodologicamente as nossas acepções e nunca nos contentar de homogeneizar esta angolanidade. Fugir falar da angolanidade me parece como fugir pensar na forma melhor construir uma Angola onde todos se identificam em todos os planos.



Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário

Nuvem

Angola na Imprensa (1772) música (399) jornais (324) Ágora (247) livros (228) F.Pereira (221) Historia de Angola (218) pintura (208) opinião (206) cultura (186) Luanda (116) desporto (114) fotografia (104) Território (74) literatura (73) africa (64) vídeo (64) culinária (60) Angola (55) Saúde (55) arte (55) escritores (55) reconstrução (54) Fauna (52) arquitectura (52) humor (51) personalidades (50) reciclagem (50) partidos políticos (49) turismo (49) Namibe (48) CAN2010 (47) futebol (46) energia (44) Luis Sá Silva (43) publicidade (43) Filatelia (42) Gastronomia Angola (42) Poesia (42) Cinema (41) economia (41) automobilismo (40) fotos (40) LAC (39) gastronomia angolana (37) sociologia (37) musica (36) Luanda Antena Comercial (35) POLITICA (34) valdemaribeiro (34) eleições (33) ensaios (32) Construção (31) visitando blogues (29) 95.5 (28) Elinga Teatro (28) informação (27) Girabola (26) eleições 2012 (26) Podcast (25) Lubango (24) automóveis (24) blogs (24) dança (24) teatro (24) Companhia de Dança Contemporânea de Angola (23) política (23) basquetebol (22) bonecas (22) futebol angolano (22) rádio (22) CDC (21) cronicas . ensaios (21) imprensa (21) sabores (21) Angola em fotos (20) Natal (20) Ondjaki (20) educação (19) notícias (19) frutas (18) Huambo (17) artesanato (17) cronicas (17) eventos (17) GP3 (16) debate político (16) festas (16) Benguela (15) Cozinha Angolana (15) Independência (15) Lobito (15) Parques Naturais (15) Presidente José Eduardo dos Santos (15) Sala de Música (15) curiosidades (15) receitas (15) Agostinho Neto (14) CASA-CE (14) EDUCAÇAO (14) entrevista (14) fotos antigas (14) Bloco Democrático (13) Companhaia de Dança (13) Rui Ramos (13) animais de Angola (13) 4 de Fevereiro (12) Angola descrita (12) Angola-Brasil (12) F.Quelhas (12) José Mena Abrantes (12) Solidariedade (12) comércio (12) memória (12) texto de leitor (12) viagens (12) áudio (12) Afrikya (11) Cabinda (11) Huila (11) José Rodrigues (11) Rádios Angolanas (11) agenda cultural (11) ambiente (11) ciência (11) escravatura (11) flora (11) kuduro (11) pessoas (11) Comentário (10) Jazz (10) Paulo Flores (10) Ruy Duarte de Carvalho (10) afrobasket (10) aniversário (10) escultura (10) estórias (10) futuro (10) geografia (10) malária (10) população (10) postais (10) povos (10) prémios (10) taag (10) unita (10) 27 de Maio (9) Huíla (9) Mateus Gonçalves (9) Palancas Negras (9) cplp (9) exposição (9) paludismo (9) pobreza (9) CAN2008 (8) Café da Manhã (8) Carnaval (8) Jorge António (8) Pepetela (8) SOCIOLOGIA POLÍTICA (8) Sérgio Conceição (8) baía de Luanda (8) comboio (8) feriados (8) gentes (8) património (8) selecção de Angola (8) transporte (8) viagens no tempo (8) Festas do Mar (7) João Melo (7) Luandino Vieira (7) Malange (7) Marcolino Moco (7) O País (7) Rui Mingas (7) SIDA (7) efemérides (7) ensino (7) falecimento (7) festival de teatro (7) heróis (7) percussão (7) Abel Chivukuvuku (6) Bom Dia - Bom dia (6) CAN2012 (6) Hóquei (6) Luisa Fançony (6) MPLA (6) ajuda (6) andebol (6) campanha eleitoral (6) chuva (6) colecção cartazes (6) filme (6) moda (6) sociedade (6) 4ª Conferência sobre Mulher e Desporto (5) Cartoon (5) Chá de Caxinde (5) Eleições em Notícia (5) FILDA (5) Luena (5) Mário Pinto de Andrade (5) Nelson Mandela (5) antiguidades (5) caminhos de ferro (5) contos (5) convite (5) crianças (5) cultos (5) desenho (5) dia de África (5) diversão (5) documentos (5) estradas (5) liberdade (5) lusofonia (5) o nosso Povo (5) petróleo (5) televisão (5) valdemar ribeiro (5) 25 de Abril (4) A Escola da Música (4) A Guerra (4) ADRA (4) Adams Kiluanji Smiths (4) Ana Clara Guerra Marques (4) André Mingas (4) Brasil (4) CFB (4) Capas de singles angolanos (4) Comemorações da Independência de Angola (4) Constituição (4) Diplomáticos (4) Duo Ouro Negro (4) Elias Dya Kimwezo (4) Expo 2010 (4) Fundação Sindika Dokolo (4) IIº Festival Internacional de Teatro e Artes (4) Jornal de Angola (4) N'gola Ritmos (4) Okutiuka (4) Ouvir Angola (4) Paulo Jorge (4) Pensar e Falar Angola (4) Raul do Rosário (4) Saurimo (4) Sónia Ferreira (4) Trincheira Firme (4) agricultura (4) arquitectura popular (4) colares (4) corrupção (4) desportos (4) ecologia (4) etnografia (4) hoquei em Patins (4) internet (4) media (4) medicina (4) moeda (4) tradição (4) urbanismo (4) África (4) Ana Paula Tavares (3) António Jacinto (3) Baía dos Tigres (3) Caminhos de Ferro de Moçâmedes (3) Catumbela (3) Cuito Cuanavale (3) Denudado (3) Dia Mundial da Dança (3) Dia da Mulher (3) Dia do Herói Nacional (3) Ernesto Lara Filho (3) Filipe Mukenga (3) Homenagem (3) INFRAESTRUTURAS (3) Interclube (3) Investimentos (3) Jogos Olímpicos (3) Jorge Kalukembe (3) José Eduardo Agualusa (3) Justino Pinto de Andrade (3) Kudijimbe (3) Lino Damião (3) Manifesto (3) Manuel Victória Pereira (3) Mosquito (3) Mulheres de Angola (3) Mundial de Hóquei (3) Mário Tendinha (3) Patrício Batsîkama (3) Paulo Araujo (3) Pedroto (3) Prémio Maboque (3) Pérolas (3) Ricardo Teixeira (3) Rock Angolano (3) Teta Lando (3) Universidade (3) Yuri da Cunha (3) adivinhas (3) autores (3) candomblé (3) cidadania (3) coleccionismo (3) comunicação (3) conselhos (3) curso (3) david oliveira (3) democracia (3) deputados (3) desastre (3) desenvolvimento (3) design textil (3) dia da Independência (3) e-mail (3) elinga (3) empreendorismo (3) empresa (3) engenharia (3) estatística (3) estudantes (3) exportação (3) formação (3) globalização (3) governo (3) história natural (3) ideias (3) imobiliário (3) indústria (3) jornalismo (3) kuanza-Sul (3) legislação (3) lingua portuguesa (3) linguas (3) livro (3) mel gambôa (3) negritude (3) poesia lusófona (3) polícia (3) rios (3) trabalho (3) ||| Trienal de Luanda (3) 11 de Novembro (2) 1º de Maio (2) 3º ano (2) A Matéria do Tempo (2) Agostinho André Mendes de Carvalho (2) Agualusa (2) Andulo (2) Angola no Afrobasket2013 (2) António Ole (2) Arlindo Barbeitos (2) Assembleia Nacional (2) BD (2) Beatriz Salucombo (2) Belita Palma (2) Bonga (2) Bonga Kwenda (2) CHAN (2) CUBE RECORDS (2) Café Negro (2) Cambambe (2) Campeonato do Mundo de Hóquei (2) Cangandala (2) Caála (2) Comissão Nacional Eleitoral (2) Correia Adão (2) Cuca (2) DTA (2) Divagações (2) Dog (2) Dog Murras (2) Don Sebas (2) Elinga Bar (2) Encontro (2) Estudos Angolanos (2) Estúdio de Actores (2) FAO (2) FBaião (2) FIC (2) FLEC (2) Festival Internacional de Jazz (2) Festival Internacional de Rock do Huambo (2) Festival de Cinema (2) Filipe Zau (2) Formula 3 (2) Fortaleza de Luanda (2) Fotografias (2) Fotografias de Angola (2) Francisco Vidal (2) Gustavo Costa (2) Helena Justino (2) Helena Magalhães (2) Hospital Pediátrico David Bernardino (2) Isabel dos Santos (2) Januário Jano (2) João Arrmando (2) João Baptista Vieira Lopes (2) Kilamba (2) Kwanza Norte (2) Leba (2) Lev'Arte (2) Luís Damião (2) Lúcio Lara (2) Mampuya (2) Mangovo (2) Manifestações (2) Manuel Ruy Monteiro (2) Margarida Paredes (2) Mbanza Congo (2) Mia Couto (2) Micaela Reis (2) MinhaAngola (2) Monza (2) Mucuio (2) Museu de História Natural (2) Nara (2) Nelo Teixeira (2) Neves e Sousa (2) O Blog Realmente Aberto (2) Online (2) Palácio de Ferro (2) Papa Bento XVI (2) Paulo Jazz (2) Paulo de Carvalho (2) Pedras Negras (2) Prémio Nacional da Cultura (2) Reacreativo do Libolo (2) Recordações (2) Reginaldo Silva (2) René Pélissier (2) Roderick Nehone (2) Rosa Coutinho (2) Rádio Ecclesia (2) SIEXPO (2) Sabby (2) Salvador Correia (2) Samakuva (2) Sambizanga (2) Savimbi (2) Sonangol (2) Sumbe (2) TPA Internacional (2) Tchokwé (2) Terra (2) Tio Liceu (2) Togo (2) Tonspi (2) Uíge (2) Valdemar Bastos (2) Viriato da Cruz (2) Visita de Estado (2) Viteix (2) Yaru Cândido (2) advogados (2) alimentação (2) angolanidade (2) antropologia (2) artes plásticas (2) aviação (2) bebidas (2) biodiversidade (2) ciclismo (2) cidades (2) conhecimento (2) contestação (2) direitos e deveres (2) divulgação (2) educ'arte (2) escola (2) espectaculo (2) feira (2) fim de ano (2) fome (2) governação (2) herois (2) hino (2) instrumentos (2) kimalanga (2) kizomba (2) legislativas (2) leis (2) marginal (2) negócios (2) pensamentos (2) pesca (2) provérbio (2) racismo (2) religião (2) reportagem (2) resultados eleitorais (2) revistas (2) toponimia (2) transporte aéreo (2) trânsito (2) vias de comunicação (2) vistos (2) Álvaro Macieira (2) óbitos (2)  Zé Pestana Namibe Angola em fotos (1) "O Ocaso dos Pirilampos". (1) 04 de Abril (1) 1 de Maio (1) 15 de Março (1) 1º de Agosto (1) 2006 (1) 2008 (1) 2011 (1) 2012 (1) 2014 (1) 95 (1) A Poesia Angolana noa Caminho Doloroso da História (1) A Orfã do Rei (1) A Safra (1) ANGOLATELECOM (1) Acordos Luso-Angolanos (1) Acordos de Paz de Bicesse (1) Actores (1) Acácio Barradas (1) Adolfo Maria (1) Adriano B. de Vasconcelos (1) Adriano Botelho de Vasconcelos (1) Adriano Mixinge (1) Adriano Sebastião (1) Aeroporto Internacional de Luanda (1) Afrologia (1) Alda Lara (1) Alda do Espírito Santo (1) Alfabetização (1) Aline Frazão (1) Allende (1) Ana Dias Lourenço (1) Ana Paula dos Santos (1) Angola 74 (1) Angola Avante (1) Angola Rural (1) Angola e NBA (1) Angolares (1) Animação (1) António Kassoma (1) António Magina (1) António dos Santos (1) Anália de Victória Pereira (1) Apartheid (1) Apostolado (1) Artur Nunes (1) Assassinato (1) Associação 25 de Abril (1) Associação Kalu (1) Autódromo (1) Bahia (1) Baixa de Cassange (1) Banda (1) Banda Desenhada (1) Banda Maravilha (1) Before Crush (1) Benfica (1) Bienal (1) Bilhete de Identidade (1) Bimbe (1) Bié (1) Black Soul (1) Boas Fertas (1) Bruno M (1) COI (1) COSISA (1) CPJ (1) CRONICAS ENSAIOS (1) Cabo Ledo (1) Caleidoscópio (1) Calos Alberto Mac-Mahon de Vitoria Pereira (1) Cangola (1) Caotinha (1) Carlos Alberto Mac-Mahon de Vitoria Pereira (1) Carlos Ferreira (1) Carlos Ferreirinha (1) Carlos Morais (1) Carteira do Artista (1) Casa 70 (1) Casa do Gaiato (1) Casa do Gaiato de Benguela (1) Cavaqueira no Poste (1) Cesaire (1) Cesária Évora (1) Chia KMK (1) Chibia (1) Chiwale (1) Cinema Atlântico (1) Comité Olímpico (1) Companhia de Teatro Dadaísmo (1) Companhia de Teatro Gente (1) Congresso (1) Cooperação Luso Angolana (1) Corte-Real Pereira (1) Costa Andrade (1) Cuba (1) Cubal (1) Cunene (1) Cónego Manuel das Neves (1) DNIC (1) Dalila Cabrita (1) David Zé (1) Death Metal Angola (1) Demósthenes (1) Dharmasena Pathiraja (1) Dharmasena Pathirajad (1) Dia da Mulher Africana (1) Dia de Camões (1) Dia internacional da Criança (1) Direitos Humanos (1) Direitos de autor (1) Discurso do Presidente Agostinho Neto (1) Dondo (1) Doutoramento (1) Drepanocitose (1) Duarte Ferreira (1) EXPO 2012 (1) Edgardo Xavier (1) Edite Soeiro (1) Eiffel (1) Embaixada de Angola em Portugal (1) Embaixador (1) Eng. Fernando Falcão (1) Espaço SIEXPO (1) Estórias de Angola (1) Etel Ferrão (1) Eugénio Costa Almeida (1) ExameAngola (1) Expo 2008 (1) FAA (1) FC Bravos do Maquis (1) FIL (1) FNLA (1) Fernando Baião (1) Fernando Laidley (1) Fernando Pacheco (1) Fernando Tavares Pimenta (1) Festival da Canção (1) Filhos da Pátria (1) Flávio Ferrão (1) Ford (1) Forum Angolanao (1) Força aérea (1) Fragata de Morais (1) Francisco Costa Andrade (1) Frases (1) Frei João Domingos (1) Frutos de Angola (1) Fundo de Solidariedade Lwini (1) Fátima Roque (1) Gabela (1) Gana (1) Gari Sinedima (1) Gastronomia Angolana (1) General Pakas (1) Graciano António Manuel Kalukango (1) Granito (1) Grupo Lareira (1) Grupo Pitabel (1) Grupo de Reflexão da Sociedade Civil de Angola (1) Guiné-Bissau (1) Gustave (1) Gustavo da Conceição (1) Gás (1) Helder Mendes (1) Henrique Artes (1) Herberto Helder (1) Hinos partidários (1) Holden Roberto (1) INESAAODH (1) INOVAR (1) Icolo e Bengo (1) Imbondeiro (1) Inocência Mata (1) Inscrições (1) Iraldo (1) Irina Vasconcelos (1) Isaura Maria da Conceição Epanda (1) Ismael Mateus (1) J.M.Coetzee (1) Jacinto Lemos (1) Jandira Sassingui (1) Jeremy Xido (1) Jerónimo Belo (1) Joaquim Furtado (1) Jodi Burch (1) Jomo Fortunato (1) Jonh Bela (1) Jordi Galcerán (1) Jorge De Palma (1) José Chaves (1) José Luis Mendonça (1) José Marcos Mavungo (1) José Maria Chaves (1) José Redinha (1) João Jorge Xavier (1) João Kassinda (1) João Soares (1) Kalandula (1) Kalumba (1) Kambumbe Lodje (1) Kandjila (1) Kaparandanda (1) Kate Hama (1) Kifangondo (1) Kiluanji Kia Henda (1) Kinaxixe (1) Kito Kimbenze (1) KuBass (1) Kuanza (1) Kuduro International Conference (1) Kwanza (1) LODGE (1) Lambarena (1) Levy César Marcelino (1) Lilly Tchiumba (1) Lito Vidigal (1) Loanda (1) Luanary (1) Luanda Maputo (1) Luciano António (1) Lucira (1) Lugares (1) Luis Fernando (1) Luis Rosa Lopes (1) Lulendo (1) Lunda (1) Luz Veio (1) Luís Fernando (1) M'pty Head (1) MOVICEL (1) Maianga (1) Mano a Mano Produções (1) Manucho (1) Manuel Agostinho Salvador Ribeiro (1) Manuel Ennes Ferreira (1) Manuel Rui (1) Mara Dalva (1) Mara Manuela Cristina Ananaz (1) Maria Esperança Pascoal (1) Maria Mambo Café (1) Maria Rita (1) Massalo (1) Matála (1) Mayamba Editora (1) Memória de uma alcoólica (1) Menha Ma Zumbi (1) Menongue (1) Mestre Humberto (1) Miguel Anacoreta Correia (1) Miguel Barros (1) Miguel Zenón Quartet (1) Ministros de Angola (1) Miss Angola 2007 (1) Miss Mundo (1) Miss World (1) Monami (1) Morro Maluco (1) Morro da Luz (1) Morro da Maianga (1) Movimento Estudantil Angolano (1) Movimento X (1) Moçambique (1) Muanamosi Matumona (1) Mucubais (1) Mulher Desporto África 2008 (1) Murras (1) Museu Nacional de História Natural (1) Musongué da Tradição (1) Mutamba (1) Mário Guerra (1) MárioPalma (1) NASCAR (1) NEBLINA (1) Nastio (1) Ngolamirrors (1) Nito Alves (1) Njinga Rainha de Angola (1) Nossangola (1) Nzila (1) Nástio (1) Nástio Mosquito (1) O Moringue (1) O Método de Groholm (1) O Preço do Fato (1) O Rock Lalimwe Eteke Ifa (1) O Submarino Angolano (1) ONG (1) ONU (1) Orfanato (1) Orlando Sérgio (1) Ortopedia (1) Os Lambas (1) Ottoniela Bezerra (1) PENSAMENTO (1) PTNETangola (1) Pangueia Editora (1) Parlamento (1) Pauko Flores . música (1) Paulo Araújo (1) Paulo Capela (1) Paulo Kussy (1) Pedrito do Bié (1) Pedro Pinote (1) Petro (1) Photosynth (1) Processo dos 50 (1) Projecto Perpetuar (1) Prémio José Saramago (1) Quarta-feira (1) Quimbele (1) Quitexe (1) RNA (1) Rafael Marques (1) Raid Cacimbo (1) Raid TT (1) Rainha Ginga (1) Rainha Nzinga (1) Raul David (1) Recreativo da Caála (1) Ricardo Abreu (1) Rio Kuanza (1) Ritmo e Cultura (1) Robert Hudson (1) Roberto Ivens (1) Rocha Pinto (1) Romi Anauel (1) Ruca Van-Dúnem (1) Rui Almeida (1) Rui Costa (1) Rui Monteiro (1) Rui Tavares (1) Ryszard Kapuscinski (1) Rádio Luanda (1) S.Tomé e Príncipe (1) SISTEC (1) Samba (1) Santocas (1) Sexta-feira (1) Silerstone (1) Silverstone (1) Simão Toco (1) Sita Valles (1) Slide de fotografias (1) Soyo (1) Suzana Inglês (1) Sérgio Guerra (1) Sérgio Mabombo (1) TEDxLuanda (1) Taekwondo (1) Tantã Cultural (1) Tchivinguiro (1) Terra dos Sonhos (1) Toke (1) Tomaz Jorge (1) Toty Semedo (1) Traumatologia (1) Tribunal de Contas (1) Trienal de Luanda (1) Tv (1) TvZimbo (1) Té Macedo (1) Tômbwa (1) UEA (1) UNITEL (1) União de Escritores Angolanos (1) Urbano de Castro (1) VIH/SIDA (1) VUM-VUM KAMUSASADI (1) Victor Gama (1) Vítor Burity da Silva (1) Waldemar Bastos (1) Welwitschia Mirabilis (1) Wilker Flores (1) Xadrez (1) Xá de Caxinde (1) Yonamine Miguel (1) You Failed... Now We Rule!!! A Nossa Vez!!! (1) Zeca Moreno (1) Zé Pestana Namibe Angola em fotos (1) abacate (1) acidentes (1) acordo ortográfico (1) agradecimento (1) alambamento (1) alfandega (1) angolano lá fora (1) antologia poetica (1) anuncio (1) anúncio (1) arbitrariedade (1) baleia (1) bancos (1) bandeira (1) barack obama (1) baía (1) biblioteca (1) bicicleta (1) borboletas (1) brancos (1) cacusso (1) capacitação (1) carta aberta (1) casamento (1) cine art angola (1) clima (1) cogumelos (1) colóquios (1) combustível (1) comunidades (1) concertos musicais (1) concurso fotografia (1) contador (1) contrafacção (1) convívio (1) cooperação desportiva (1) crónicas (1) cursos (1) desalojados (1) desarmamento (1) descolonização (1) desgraça (1) design grafico (1) desporto paralímpico (1) dia do pai (1) dimantes (1) dinheiro (1) doclisboa 2012 (1) doença do sono (1) dvd (1) e--books (1) emprego (1) encontro mulheres angolana (1) escr (1) estorieta (1) explicação (1) expressão dramática (1) f (1) facebook (1) famílias (1) feira do Livro (1) feminismo (1) feministas (1) ficção (1) fiscalidade (1) floresta (1) fm (1) fábulas (1) férias (1) gora (1) graffiti (1) hobby (1) humor angolano (1) idolos (1) igreja (1) iniciativa (1) intercâmbio (1) interrupção (1) investigação (1) jindungo (1) jo (1) justiça (1) juventude (1) kalulu (1) kamussekele (1) kassekele (1) kimbos (1) kit surf em Angola (1) lendas (1) luto (1) línguas nacionais (1) militares (1) minas (1) minas de prata (1) miss Universo (1) modernização (1) mosca tsé-tsé (1) motas (1) muamba (1) música. fotos antigas (1) narrativa (1) natação (1) nação negra (1) negros (1) néo-liberalismo (1) o mundo (1) off-road (1) parabens (1) passados. estórias (1) passatempo (1) pecuária (1) pensar (1) perdidos e achados (1) piri-piri (1) poe (1) porto de Luanda (1) povo (1) primeira-dama de Angola (1) prisões (1) prédio Cuca (1) qualificação das pessoas (1) ra (1) raça (1) recuperação (1) refugiados (1) registo eleitoral (1) renovação (1) repatriamento (1) restaurantes (1) san (1) segurança (1) sem etiqueta (1) seminário (1) soberania (1) surf em Angola (1) taxis (1) telecomunicações (1) todo o terreno (1) tragedia (1) tripanossomíase (1) turtulhos (1) twitter (1) técnica (1) um livro. solidariedade (1) valdemar F. Ribeiro (1) vfr (1) vigarices (1) violência (1) voz (1) youTube (1) «ANGOLA: A TERCEIRA ALTERNATIVA» (1) Álvaro Ascenso (1) Álvaro Mateus (1) Óscar Ribas (1) ética (1) ídolos (1)