A Efeméride Nacional

11 DE NOVEMBRO DE 1975

segunda-feira, 27 de março de 2017

40º Aniversário do kwanza

Com a devida vénia
Caros amigos
Junto a intervenção nas comemorações do 40º Aniversário do kwanza que se realizaram no Museu da Moeda em Luanda
Abraço

de

Humberto de Almeida



Esplendor na relva

Apesar de a luminosidade outrora tão brilhante
Estar para sempre afastada do meu olhar
Ainda que nada possa devolver o momento
Do esplendor na relva , da glória na flor
Não nos lamentaremos inspirados no que fica para trás
Na Empatia Primordial que tendo sido sempre será
Nos suaves pensamentos que nascem do sofrimento humano
Na fé que supera a morte
Nos tempos que anunciam o espírito filosófico

Wlliam Wordsworth

Do poema acima , da autoria do poeta WW, que traduzido para o português dá Guilherme das Palavras Valiosas retiro duas, Empatia Primordial, com as quais passarei a designar, daqui para a frente, a pessoa que foi determinante no sucesso da operação da Troca da Moeda, o amigo Saydi Mingas patrono do Auditório onde nos encontramos.



Os kazos do Kwanza
1ºkazo
Pouco mais duma semana  após a Independência referi ao Empatia que tínhamos que começar a pensar na emissão duma nova moeda.
Vamos fazer como? Foi a pergunta fulminante que me fez.Referi-lhe  que tinha conhecimento que a última edição dos escudos coloniais havia sido feitas em Londres.
De imediato foi contactar o Presidente Neto que autorizou a minha deslocação.
No dia 8 de Dezembro de 1975 estava eu a iniciar a minha primeira viagem a fim de contactar a empresa londrina.
No regresso fui portador de alguns elementos que me permitiram começar a dar os primeiros passos conducentes à materialização da emissão da nova moeda.
2ºKazo
Desloquei-me por uma segunda vez a Londres e, aquando do meu regresso, o Empatia Primordial chamou-me para me informar que o Presidente Neto havia recebido um telefonema do Presidente Tito da Jugoslávia referindo que tinha sido informado que Angola estava a tratar da emissão de uma nova moeda em Londres, quando o seu país também estava apto a desempenhar-se de tal tarefa.
3ºKazo
A partir desse momento comecei a viajar para Belgrado sendo que da primeira vez tive a companhia do Empatia Primordial.
Da segunda vez viajei sozinho tendo regressado já com alguns elementos que me permitiram começar a trabalhar na maqueta das notas.
Desloquei-me com o Empatia a casa do Henrique Abranches que nos facultou um seu desenho-Julgamento Popular- que foi incluído nas primeiras notas do Kwanza.
Como o Henrique se ofereceu para fazer a maqueta das notas deixei-lhe o meu livro, La guerre du peuple en Angola da autoria da Augusta Conchiglia, donde sacou a foto do Presidente Neto que passou a figurar em todas as notas
4ºKazo
Desloquei-me,  por mais três vezes a Belgrado  sendo que, da última vez, já assisti à primeira impressão duma nota de 500 Kwanzas.
Entretanto decidimos que as moedas também seriam fabricadas em Belgrado.
5ºKazo
Regressado a Luanda começámos a tratar da Lei da Moeda.
A este propósito gostaria de ressaltar o importante contributo de duas pessoas aqui presentes: a Dra Antonieta Coelho e o Dr António Pimenta da Silva.
No primeiro projecto de Lei o nome que propusemos para a moeda foi Zimbo nome esse que não teve o beneplácito do Presidente Neto que optou por Kwanza.
A este propósito lembro um episódio algo caricato.Na verdade para não se confundir com killowats a sigla da moeda resolvemos optar por Kz.
O tipografo da Imprensa Nacional é que não concordou e resolveu alterar, diga-se que, com toda a lógica, para Kw.
Lá tive que me deslocar a  toda a pressa à Imprensa Nacional para repor as coisas.
6ºKazo
Entretanto o Empatia Primordial resolveu chamar a Luanda todos os Governadores Provinciais a quem foi comunicado o inicio da operação da Troca da Moeda e o seu importante papel na coordenação das equipas da troca.As notas foram enviadas,por avião,para as Provincias, para serem trocadas de acordo com as regras estabelecidas na Lei.
7ºKazo
Na operação de troca em Luanda, em que estive mais directamente envolvido,após a reunião com os componentes das várias equipas, resolvemos bloquear a saída de todos os trabalhadores envolvidos por vezes com a natural incompreensão dos seus familiares.
8ºKazo
No primeiro dia da troca da moeda saí do banco cerca da meia noite parei o carro e liguei para o noticiário da BBC em português onde, para espanto meu, ouvi que Angola havia surpreendido o mundo ao trocar a sua moeda no maior sigilo.
9ºKazo
Cerca de uma semana após a Troca da Moeda o Presidente Neto promoveu uma manifestação junto ao Palácio do Governo onde, publicamente, se congratulou com o sucesso da operação da troca em todo o país.













Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário