A Efeméride Nacional

11 DE NOVEMBRO DE 1975

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Sá Silva em Barcelona

Sá Silva ultrapassa concorrência e encontra lugar no TOP 10 da GP3

O piloto angolano Sá Silva foi um dos protagonistas da segunda corrida deste fim-de-semana, com 

uma prestação irrepreensível, onde escalou posições e foi muitas vezes o piloto mais rápido em 

pista. O angolano mostrou um ritmo muito forte e destacou-se com ultrapassagens que o levaram 

ao Top 10. 

«Foi uma corrida muito difícil mas ao mesmo tempo muito divertida porque pude atacar e 

recuperar imensos lugares. O arranque não foi bom porque estava numa zona ainda muito 

molhada e cai para 20º mas a partir daí foi sempre ao ataque e consegui ultrapassar vários 

pilotos. Só queria que a corrida tivesse mais voltas para continuar a recuperar posições!», 

declarou o piloto. 

Partindo de 16º, numa corrida que começou com pista molhada, Sá Silva apostou nos slicks, uma 

estratégia que se revelou perfeita com as condições de pista que mudaram de húmido para seco. 

O piloto angolano arriscou e destacou-se da concorrência, que optou por pneus para piso 

molhado, como o colega de equipa Alex Lynn, líder do campeonato e autor da pole position, 

também ultrapassado por Luís Sá Silva. 

«Excelente corrida do Luís em condições muito difíceis. A pista estava molhada mas optámos 

por arriscar e manter os pneus slicks pois a partir de metade da corrida seria a escolha acertada. 

Foi preciso algum cuidado nas primeiras voltas mas depois o Luís atacou bastante e ao ser um 

dos mais rápidos em pista pode recuperar vários lugares e terminar no Top10», referiu o 

treinador Nuno Pinto, da Winway. 

Luís Sá Silva demonstrou no Circuito da Catalunha, palco do arranque da GP3 Series 2014, estar 

com muito bom ritmo e deixou bem vincadas as suas qualidades como piloto, lutando em 

condições adversas. Vigésimo primeiro na qualificação, o piloto angolano não deixou o mau 

resultado comprometer o seu empenho e rodou sempre com os melhores tempos. 

«Preciso corrigir os erros que cometi na qualificação, pois a má posição na grelha comprometeu 

as corridas, pois com o ritmo apresentado o resultado final podia ter sido outro!», referiu o 

piloto da Carlin. 

O piloto angolano quer fazer «muito melhor», que o 16º e 10º alcançados na primeira prova, no 

próximo desafio, de 20 a 22 de Junho, no Red Bull Ring, Áustria.


Pensar e Falar Angola
Enviar um comentário